top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Áreas urbanas com matrículas vinculadas a Juína são regularizadas

A Câmara Municipal de Castanheira realizou no dia 16/01, a primeira reunião extraordinária de 2022 e primeira sob o comando da Nova Mesa, eleita em dezembro , sob a presidência de Marli Dias.

O motivo foi a urgência da aprovação do Projeto de Lei nº 01/2023, do executivo, que recebe em doação bens imóveis ainda registrados como pertencentes a Juína, sem ônus para os cofres púbicos e dá outras providências.

Desde 2022 uma grande força tarefa, envolvendo três frentes, atua no município para a regularização fundiária urbana.

O objetivo do prefeito Jakson de Oliveira Rios Júnior, que colocou o assunto como prioridade de gestão, é legalizar até o final de 2023 todos os lotes urbanos de Castanheira.

O texto aprovado pelo legislativo oficializa seis imóveis urbanos, em setores como a área verde, industrial e centro, envolvendo quadras conhecidas, como onde se encontra a Igreja e Escola Presbiteriana do Brasil, Praça Central e Pronto Atendimento da cidade.

Segundo o prefeito Juninho, este caso específico é resultado de uma busca feita por sua equipe, que acusou a existência de várias matrículas no 6º Ofício, em Cuiabá, ainda vinculadas a Juína.

Juninho se reuniu com o prefeito de Juína, Paulo Veronese, e os vereadores daquele município, que aprovaram uma lei, fazendo a doação. Agora, com a aprovação da lei local, pelo legislativo castanheirense, os dois chefes de executivo farão a parte cartorial, o que possibilitará o desdobramento.

Sobre o trabalho em curso, que já garantiu títulos definidos de terrenos para alguns moradores, numa das frentes, o prefeito Juninho destaca que a legalização concede direitos como o acesso dos proprietários a benefícios como financiamento bancário. Em muitos casos é um elo com o direito à moradia. “É um trabalho que não tem muita visibilidade, mas precisa ser feito”, conclui Juninho.


Vivaldo S. de Melo. Assessoria de Comunicação


Comments


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page