• A Folha do Vale - Jornal e Site

Disputa Política em Brasnorte será Acirrada entre Eudes Tarciso e Mauro Rui

Disputa política em Brasnorte será acirrada entre o atual prefeito, Eudes Tarciso Aguiar (DEM) e o ex-prefeito, Mauro Rui Heisler (PSD).

Muitos são enfáticos em defender que Mauro Rui ‘foi um bom prefeito e que merece voltar a administrar o município’, no entanto, muitos moradores e empresários destacam que ‘nem tem como dizer que Mauro foi melhor do que o atual prefeito’, pois dizem que Mauro administrou o município por 8 anos, enquanto o atual prefeito está administrando o município há 3 anos apenas.

Se for fazer uma comparação de obras e período econômico no Brasil o atual prefeito está bem melhor, pois dizem que ‘o ex-prefeito Mauro Rui pegou os melhores anos de obras e ações do governo do estado e governo federal, situação bem diferente do atual prefeito’, defende alguns moradores e empresários do município para justificar que o atual prefeito ainda é a melhor opção para o município, pois ‘apesar da situação do país ter sido uma das piores, mesmo assim realizou várias obras e vem articulando parcerias junto ao governo federal que poderá resultar em bom desenvolvimento para o município se o atual prefeito tiver uma outra oportunidade em administrar o município’, defende alguns moradores.

Portanto, a eleição em Brasnorte tem argumentos e pontos de vista com fundamentos positivos a favor do atual prefeito, por outro lado, muitos dizem que o atual prefeito “peca”, na simpatia e cordialidade no tratamento junto a moradores, mas, por outro lado, destacam a simpatia e o bom tratamento realizado pelo atual vice-prefeito, Nílson Kokojiski (PP), mais conhecido por Júnior da Saúde, aliás, o qual é muito reconhecido pelo trabalho realizado no setor da saúde no município, e, portanto, a dupla Eudes Tarciso Aguiar e Júnior da Saúde promete ser uma parada dura para o ex-prefeito Mauro Rui, o qual tem a seu favor a simpatia de ser uma pessoa simples e cordial, afirma muitos.

Na realidade, o atual prefeito, Eudes Tarciso Aguiar está administrando o município por apenas 3 anos praticamente, e isso ainda por uma liminar, pois ainda na eleição teve a acusação de compra de votos, e após praticamente 1 ano de ação na justiça o atual prefeito conseguiu uma liminar junto ao Tribunal de Justiça, e, portanto, tem razão os moradores ao dizer que comparar as obras do atual prefeito com as do ex-prefeito nem faz sentido, pelo tempo de administração e pela diferença de panorama econômico que passou a administração do ex-prefeito com a situação que vem passando o país no atual mandato do prefeito Tarciso.

Alias, Brasnorte passou por pouco em ter uma nova eleição e o atual prefeito somente conseguiu reverter a situação a uma batalha jurídica muito grande, aliás situação praticamente igual ou pior poderá ocorrer novamente no município, pois se de um lado o atual prefeito se mantêm no cargo por liminar o ex-prefeito Mauro Rui Heisler também tem processos e acusações tramitando contra o mesmo, aliás, a situação de acusações contra o ex-prefeito é tão grave que muitos supostamente ate procuraram tirar proveito em ganhar dinheiro para nem divulgar as acusações contra o ex-prefeito.

Uma das acusações é o fato de supostamente o ex-prefeito ter superfaturado um ônibus em 148% e causado prejuízo de R$ 1 milhão ao erário, alias, de acordo com a matéria (http://www.rdnews.com.br/municipios/ex-prefeito-superfatura-onibus-em-148-e-causa-prejuizo-de-r-1-mi/51553); O MP apontou um superfaturamento de 148,98%, por unidade, na compra de 18 ônibus escolares usados adquiridos pela Prefeitura de Brasnorte.

De acordo com a matéria, um relatório técnico elaborado a pedido da Promotoria de Justiça do município mostrou que os cofres públicos foram onerados em mais de R$ 1 milhão. Cada veículo licitado, que vale em média R$ 49 mil, custou R$ 122 mil, quase o triplo do valor real. Os veículos foram adquiridos em 30 parcelas com juros de 2% ao mês, sendo o montante de R$ 226 mil a título de juros.

Na ação, a promotora substituta Alice Cristina de Arruda e Silva Alves, demonstrou que a própria empresa vencedora do certame, ao juntar documentos para aferir sua qualificação técnica no ano de 2005, citou em seu balanço patrimonial um ativo na conta de veículos no valor de R$ 846 mil. “Logo se dividirmos tal valor por 18, correspondente ao número de ônibus, chegamos a R$ 47 mil a unidade, ou seja, no ano anterior à licitação, os ônibus da frota da empresa já valiam bem menos do que o valor ofertado na licitação”, ressaltou a promotora naquela data.

De acordo com o estudo realizado pela equipe contábil do Centro de Apoio Operacional (Caop) do Ministério Público, os erros começaram com a existência de apenas um licitante no certame que efetivou a proposta no valor de R$ 2.196 milhões. O relatório que apontou superfaturamento culminou na propositura de ação civil pública contra a empresa e contra o ex-prefeito e seu vice Sebastião Roberto Marcelo (PMDB) por ato de improbidade administrativa.

Portanto, a situação da política estará acirrada na disputa de voto no município e possivelmente na justiça, pois os dois lados tem ações ainda em tramite no poder judiciário, mas, por outro lado, hoje o PMDB e outras siglas partidárias que outrora era contrário ao atual prefeito, hoje estão somando forças junto ao atual prefeito, isto pesa muito, sem dizer que rumores indicam que o atual governador e o vice-governador parecem que ficarão neutros na disputa eleitoral em Brasnorte, mesmo o ex-prefeito estar mais ligado ao atual governador e ao vice-governador.

Por: Maurilio Trindade Aun

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque