• Noelma Oliveira

Governo condiciona RGA à economia que viria da reforma administrativa

Embora dependa da economia dos gastos, o Poder Executivo mantém diálogo aberto

Pelo menos politicamente as negociações, entre o governo do Estado e o Fórum Sindical, intermediadas pela Assembleia Legislativa dão sinais de avan

ço no caminho de pôr fim à greve dos servidores, que exigem o pagamento de 11,28% da revisão geral anual (RGA). Até o final da tarde de quarta-feira (08.06), o Poder Executivo alegava que só tinha condições de conceder até 6% parcelado em três vezes, até março de 2017, mas após uma série de reuniões foi apresentada uma nova proposta.


Conforme informações repassadas pelos deputados aos representantes do Fórum, o Executivo deve condicionar a economia na reforma administrativa à oferta de um novo percentual de reajuste da RGA. Isso gradativamente, conforme a redução da folha de pagamento.


Nesta sexta-feira, às 11h, o governador Pedro Taques (PSDB) recebe uma comissão de deputados, de integrantes do Fórum e da equipe da área econômica, na Secretaria de Gestão, para formalizar a proposta para os servidores públicos.


A proposta de reforma administrativa do governo prevê a redução e fusão de Secretarias e o corte de cargos comissionados.


INTERMEDIADOR


O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Guilherme Maluf (PSDB), tem intermediado as negociações com o governador.


Desde esta quarta-feira (08.06), Maluf tem liderado, junto aos deputados de oposição, as reuniões com representantes do Fórum.


Na manhã desta quinta-feira outra reunião,com os grevistas, foi realizada na Assembleia Legislativa. Para discutir as negociações a sessão matutina foi suspensa. Após apresentada a proposta, ficou marcado um novo encontro para a sexta-feira (10.06), desta vez, com a presença do governador.


Antes, a interlocução era feita pelo líder do governo, o deputado Wilson Santos, também do PSDB. Porém, devido aos vários embates internos no Legislativo há um desgaste dele com alguns deputados.


O deputado oposicionista Emanuel Pinheiro (PMDB) vê boa vontade na iniciativa de Maluf em liderar junto ao governo e também da nova proposta do governo. Na noite desta quarta-feira, o presidente da Assembleia e o líder do governo foram recebidos pelo governador. Deste encontro, partiu o novo entendimento, que será formalizado nesta sexta-feira.


Por: Noelma Oliveira

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque