• Elizandra Trindade

Porto dos Gaúchos conquista selo da UNICEF


Ocorreu nesta terça (28/06) das 13 às 17h, em Porto dos Gaúchos, o II Fórum Comunitário com a participação de professores, alunos, secretários, vereadores, prefeito e sociedade civil organizada. Após muito trabalho conjunto para fortalecer as políticas públicas voltadas à melhoria da qualidade de vida de crianças e adolescentes, Porto dos Gaúchos conquista selo da UNICEF (Fundo das Nações Unidas para a Infância). Este selo é uma certificação internacional que reconhece o esforço do município para implementar ações, programas e políticas públicas em favor da infância e adolescência.


O prefeito Moacir Pinheiro Piovesan, esteve juntamente com a população debatendo problemas sociais e encontrando possíveis soluções. Com relação ao selo UNICEF garantiu que as crianças e adolescentes são os mais beneficiados. “Este selo já tem um acompanhamento pela UNICEF, uma cartilha que precisa ser seguida, e seguindo esta cartilha quem ganha são as crianças e adolescentes do município. Futuramente o município terá pessoas preparadas, com maior conhecimento em busca dos seus direitos, tendo informações inclusive para cobrar os próprios políticos, e isso é importante” destacou.


De acordo com o prefeito o II Fórum Comunitário foi importante para conhecer melhor as dificuldades enfrentadas pela população e as ações que precisa fortalecer para diminuir as mazelas sociais.


“São quatro anos de luta para conquistar o selo da UNICEF, e nessa batalha são várias metas que necessitam ser alcançadas. E ao participar deste evento com a comunidade, como prefeito, tenho oportunidade de saber onde estou errando, o que estamos deixando de fazer em nossa gestão, e a partir desta constatação buscar melhorar a cada dia”.


Com relação ao selo da UNICEF, Moacir enfatizou que “este selo é como se fosse um carimbo de qualidade, algo que você somente conquista após atingir as metas que são voltadas a qualidade de vida das crianças e adolescentes. Por isso, o selo é uma importante garantia de que as crianças e adolescentes tem seus direitos garantidos, e a UNICEF vem para contribuir com a melhoria da gestão pública”.


Moacir Piovesan também afirmou sobre a importância do selo UNICEF para o crescimento do município e enriquecimento da população “penso que todo gestor tem que agir visando o progresso do município, querer conquistar o selo é um investimento nas crianças e adolescentes que são o futuro do município, do estado e de nosso país, então quando você consegue o selo da UNICEF é lucro que você ganha” finalizou.


Dois representantes da UNICEF estiveram acompanhando e verificando as ações sociais realizadas pela gestão municipal de Porto dos Gaúchos, principalmente as que atende os quesitos necessários para obtenção do selo. Ademar Torres de Almeida comentou sobre o objetivo do trabalho e o impacto positivo para a sociedade.


“Este II Fórum Comunitário que o município de Porto dos Gaúchos realizou neste momento é para socializar e discutir sobre tudo quais são as políticas públicas que o município está promovendo para minimizar algumas das vulnerabilidades que são diagnosticadas nos municípios, por exemplo: aumentar a cobertura vacinal, envolver a sociedade civil organizada nas discussões dos problemas do município, e neste sentido fortalecer as políticas públicas. Então a função deste fórum é a participação e a mobilização social para ajudar a minimizar estes problemas e encontrar saídas para o município”.


Quando questionado sobre possíveis obtenções de recursos para melhoria da situação do município com a conquista do selo Ademar garantiu que é a porta de entrada para futuros investidores “Com certeza, o UNICEF por ser um organismo internacional, com este selo é a chancela que o município pode ter no sentido de receber não só recursos de outros parceiros institucionais, mas provar para a sociedade que o município trabalhou, fomentou e praticou políticas públicas para melhorar a qualidade de vida da sociedade. Não somente pelo recurso, mas um legado que deixa para todo o município, essa ação que envolve articulação e parceiros Inter setoriais. Certamente com o selo da UNICEF muitas agências financiadoras poderão estar investindo recursos no sentido de melhorar a qualidade de vida da população”.


De acordo com o representante da UNICEF são poucos os municípios de Mato Grosso que conseguiram conquistar o selo, garantindo a aplicação de políticas públicas e programas que beneficiem crianças e adolescentes. “Atualmente estamos caminhando para 47 a 55 municípios, então é ainda um percentual relativamente pequeno perto das políticas públicas que podem ser fomentadas por meio do selo UNICEF, a ideia é que todos os 141 municípios possam ter o selo UNICEF em dia” esclareceu.


Ademar em sua fala destacou o trabalho realizado pela gestão municipal de Porto dos Gaúchos “o que quero deixar claro é que o município de Porto dos Gaúchos sai na frente não só com a perspectiva de se ter o selo, mas de tudo o que foi discutido, abordado neste fórum com o intuito de fortalecer as políticas públicas para a melhoria da qualidade de vida da sociedade. Então temos aqui índices que foram fomentados e são importantes para o município, por exemplo, erradicar a infecção do vírus Zika, diminuição de mortes por causas externas, questão de natalidade, então tudo isto o município conseguiu trabalhar e inovar, e é nesta perspectiva que nós valorizamos, a atuação e a mobilização que o município pode fazer para diminuir os problemas, até mesmo porque sabemos que devido a situação que o país atravessa, Porto dos Gaúchos conseguiu por si só se articular para melhorar a qualidade”.


Por fim, o representante destacou os índices de desenvolvimento que foram melhorados em Porto dos Gaúchos devido ao trabalho conjunto e discussão com sociedade civil organizada para encontrar possíveis soluções.


“O município avançou na perspectiva do transporte escolar, a taxa de mortalidade infantil no município é praticamente zerada, então imagina você poder salvar uma vida, e isso não a dinheiro nenhum no mundo que pague. Então Porto dos Gaúchos promoveu políticas públicas no sentido de melhorar sobretudo estes índices, ou seja, embora o município não seja grande, a gestão pública foi buscar com apoio da sociedade diminuir estes problemas sobre tudo o que diz respeito aos direitos das crianças e adolescentes, porque no Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) fala sobre a proteção e prioridades necessárias as crianças e adolescentes. Neste sentido, a UNICEF será uma grande apoiadora do município, dizendo que Porto dos Gaúchos avançou e assumiu no seu plano de ação, a elaboração não só de políticas públicas mas também de algum modo conseguiu se articular internamente para minimizar as dificuldades, por isso o município está mais uma vez de parabéns por este trabalho realizado, sendo este o II Fórum Comunitário, enquanto que muitos outros municípios sequer conseguiram realizar o primeiro fórum em debate aberto, franco com a participação de toda a sociedade civil organizada” finalizou Torres de Almeida.


Entre os temas debatidos no II Fórum Comunitário de Porto dos Gaúchos destacamos: 1. Direito de sobreviver e desenvolver-se; 2. Direito de aprender; 3. Direito de proteger-se do HIV; 4. Direito de Crescer sem violência; 5. Direito de ser adolescente.


Por: Elizandra Trindade

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg