• Maurilio Trindade Junior

IV Jornada Cientifica é Realizado no IFMT Campus Juína


Nos dias 5 a 8 de Julho, o Instituto Federal de Mato Grosso (IFMT) Campus Juína, realizou a IV Jornada Cientifica, com o tema “Meio Ambiente, Desenvolvimento e Sociedade”. Objetivando melhor formação de seus discentes e abrindo oportunidade para a troca de experiência, entre palestrantes e comunidade.


A cerimônia de abertura iniciou-se às 19h45, terça-feira, posterior a composição da mesa das autoridades, com a palestra “Espaço, Tempo e saberes: a formação docente no IFMT”, com o professor Willian Silva de Paula. Seguidamente com a realização de apresentações culturais dos alunos da instituição.


Na quarta-feira (06/07), as 14h45, prosseguindo com as apresentações, o Professor Paulo Teixeira Júnior, esteve discorrendo sobre o tema “Desenvolvimento Sustentável- Projeto ResEx Guariba-Rosevelt’ , sobre as atividades extrativistas na região da castanha.


Segundo o professor, muitos avanços foram feitos com a parceria UFMT e a comunidade da reserva Guaribá-Rosevelt, como a instalação de escolas, rede elétrica, posto de saúde local além de possibilitar a verticalização da produção e processamento da castanha e a retirada dos moradores da comunidade da prática de escambo.


“ É um projeto que começou em 2004, e a gente vê que os benefícios foram grande ao longo do tempo, levamos energia elétrica, pressionamos o governo do estado que acabou instalando o posto de saúde médico, escola estadual, levamos conhecimento e tecnologia para verticalizar a castanha do Brasil, como produto alimentício produzindo azeite de castanha, barra de cereal de castanha, produzindo biscoitos e também a possibilidade de produção de biodiesel.

Agora nós estamos entrando numa etapa de que é verticalizar essa cadeia produtiva, atingir um mercado consumidor que leve até o desenvolvimento de produtos de base cosméticos por exemplo, sabonetes, sabão, com óleos residuais dessa cadeia produtiva da castanha e do babaçu.


Tivemos também importante salto de qualidade, além de fornecimento de energia elétrica e de escola, foi a retirada dos extrativista da reserva Guariba-Rosevelt do escambo, quando chegamos lá, esses extrativistas trocavam sua produção de castanha por açúcar, feijão,arroz e óleo e normalmente ficavam devendo de um ano pro outro, nós passamos 3 a 4 anos comprando toda a produção deles de castanha com valor de mercado pra estabelecer na localidade um regime de compra e venda justo com preços que pudessem trazer justiça econômica para o extrativista e conseguimos romper o escambo, esse também foi o êxito grande no projeto.”


Logo após, os ex-alunos Ronaldo Almeida, Dionata Roberto Gomes e Jeane da Costa Gomes, estiveram repassando ao discentes do instituto sobre as vantagens do ensino técnico em Agropecuária e Meio Ambiente oferecido pela instituição em suas vidas profissionais.


Para Ronaldo Almeida, o ensino técnico na instituição foi um fator decisivo para o seu sucesso no mercado de trabalho e foi gratificante poder mostrar aos alunos que ainda estão para concluir o ensino a importância do curso em sua carreira. “ Para min foi maravilhoso, muito bom participar de eventos desse tipo e demonstrar a importância do ensino técnico, no inicio ficamos um pouco nervoso, mas depois nós vamos desenvolvendo o conteúdo e ficou bem dinâmico. Sou da primeira turma aqui do IFMT de agropecuária do campus Juína e já tenho dois anos e meio de experiência na área de trabalho e hoje voltei e faço Biologia “.


Já Dionata Roberto Gomes, aprovou a iniciativa da organização em convidar ex-alunos da instituição para passar seus conhecimentos e experiências adquiridas no mercado de trabalho. “Achei bastante bacana essa ideia da organização ter chamado os que já concluíram o ensino na instituição, por que geralmente os alunos que estão aqui, que estão no instituto, eles não tem uma visão do mercado de trabalho, eles não sabem o que fazer quando sair daqui, então eu vejo hoje que eu pude passar os meus conhecimentos, tudo que eu passei ao sair daqui, as fases e as metas que tive que cumprir aqui até chegar ao meu objetivo final que foi ingressar no mercado de trabalho como um profissional totalmente qualificado.”


Após o ciclo de palestras, as 15h20 esteve ocorrendo o coffee Break e logo mais, apresentações culturais e novo ciclo de palestras. Dentre elas, as 20h:00 a Economista Sophia Anne Watkins( Formada na universidade de Oxford) esteve discorrendo sobre o tema “ Entendendo o papel da floresta e como queremos recuperá-la.” Apresentando o Forest Found, fundo para a recuperação das florestas.


Nos dias 07 a 08 de julho esteve ocorrendo os minicursos, ofertado aos alunos e a comunidade local, com diversos temas, tendo ao final, a entrega de certificados.


Na sexta-feira a noite, esteve ocorrendo o encerramento das atividades, com palestras, apresentações de dança, musica e apresentações teatrais, além da entrega de certificados de 40h aos participantes do evento.


Por: Maurilio Trindade Junior

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg