• A Folha do Vale - Jornal e Site

Audiência com assentados do Vale Do Juinão é adiada


Na manhã desta sexta-feira(05/08) na câmara dos vereadores do município de Juína, dando prosseguimento ao processo de regularização fundiária do assentamento vale do Juinão, o defensor publico João Camargo, informou aos assentados sobre a prorrogação da audiência publica marcada com a Juiza Dr. Adriana para o devido desfecho do processo.

Segundo Dr.João Camargo, o retorno da Juiza para a capital que ocorreu nesta manhã não era previsto e que o motivo de retorno foi devido ao falecimento de um ente querido próximo a juíza na manha de quinta feira (04/08), pouco antes da vistoria no assentamento Vale Do Juinão

Aproveitando a ocasião, o defensor publico esteve tirando algumas duvidas dos assentados e explicando o porque da vistoria e qual a importância para a causa dos assentados:

“era para ter uma audiência de instrução hoje do projeto do Vale Do Juinão, lamentavelmente ouve um contra tempo e a audiência teve que ser resignada, são questões de força maior que infelizmente acontece e acabam gerando um pequeno atraso, ontem houve uma inspeção judicial na área, achei particularmente que foi uma inspeção boa e que a gente foi capaz de demonstrar que as pessoas de fato estão trabalhando na área e que as pessoas estão na área a bastante tempo e demonstrar que as pessoas que estão lá são trabalhadoras e que estão interessadas em tirar seu próprio sustento da terra. Isso é muito bom não só para resolver o processo em si mas também para pacificar a situação e acho que é bom para a própria região de Juína pois isso permite que essa área se torne cada vez mais produtiva e produtividade gera riqueza, gera uma série de benefícios a todaa população e não apenas as pessoas que estão no local. Em alguns processos onde tem muitas pessoas envolvidas e que levam muito tempo, como é o caso desse processo que a gente veio tratar ontem e hoje a Juiza opta por fazer uma inspeção ela pessoalmente pra isso ela demanda toda uma movimentação da maquina publica mas isso tem um beneficio muito grande, que a juíza em vez de analisar o processo só em base do papel ela consegue ver a situação real das pessoas, ela consegue em vez de mexer só com papel também com gente, isso é muito bom por que você consegue ter uma visão real do que esta acontecendo no local e a decisão da juiza só é enriquecida com essa visita no próprio local”

Em relação a nova data de reunião com a juíza, o defensor Publico Dr.João, esclareceu alguns pontos em relação a como procedera o processo:

“A juíza marcou um prazo de 10(dez) dias pra gente pedir novas diligências, a partir desses 10(dias) ela vai marcar uma nova audiência que deve acontecer de 30 a 40 dias, isso vai depender da conveniência dela, já que é ela que preside a audiência, e então a audiência que seria realizada hoje aqui vai ser realizada nesse prazo que ela vai marcar e ai a gente vai encaminhar para o final do processo em primeiro grau”.


Por: Maurilio Trindade

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque