• Raquel Teixeira

Mato Grosso terá mudança no calendário anual de vacinação contra aftosa


Protocolo autorizando a mudança será assinado entre Mapa e Indea, na sexta-feira, em Rondonópolis.

O calendário de vacinação contra a febre aftosa em Mato Grosso terá mudanças a partir de 2017. A primeira etapa da campanha, realizada em maio, atingirá todo o rebanho de mamando a caducando. Já a etapa de novembro será realizada com bovinos e bubalinos de até 24 meses. Ou seja, as etapas serão invertidas.


A mudança é uma antiga reivindicação do setor pecuarista de Mato Grosso e, após parecer técnico realizado pelo Instituto de Defesa Agropecuária de Mato Grosso (Indea-MT), foi aprovada pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).


O protocolo autorizando a mudança no calendário será assinado na sexta-feira (12.08), às 16h, no estande do Mapa na Exposul, em Rondonópolis.


O presidente do Indea, Guilherme Nolasco, explica que a mudança tem viabilidade técnica, pois do ponto de vista da defesa sanitária não há nenhum prejuízo aos resultados de cobertura vacinal. "Outros estados do Centro-Oeste já realizaram a inversão do calendário”, afirma Nolasco, esclarecendo, porém, que na região do Pantanal permanece o mesmo calendário de uma única vacinação de todo rebanho, em novembro, e para aqueles que desejam fazer movimentação de rebanho, uma segunda etapa quando tiver ultrapassado seis meses da última vacinação.

Mato Grosso vacinou, na etapa de maio deste ano, mais de 12 milhões de bovinos e bubalinos, atingindo uma cobertura vacinal de 99,4%.


O estado tem o maior rebanho bovino comercial do Brasil, com 29,2 milhões de cabeças, e há vinte anos está livre da febre aftosa com vacinação, status reconhecido pela Organização Internacional de Zoonoses e Epizootias.


Por: Raquel Teixeira












Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg