• A Folha do Vale - Jornal e Site

Ságuas lamenta Golpe consumado no Senado e chama Temer de traidor



O deputado federal Ságuas Moraes, único representante no PT mato-grossense no Congresso Nacional, afirma que a manutenção dos direitos políticos, após a cassação do mandato, representa a confissão de que Dilma Rousseff (PT) não cometeu crime de responsabilidade.

Segundo ele, o julgamento político do Senado consumou o “golpe”. “A manutenção dos direitos políticos da presidenta Dilma foi confissão de que não houve crime de responsabilidade. O julgamento foi político para tirar o PT do poder”, declarou Ságuas em entrevista ao site RDnews.

O Senado decidiu nesta quarta (31), por 61 votos a 20, condenar Dilma pelo crime de responsabilidade. Com isso, retirou seu mandato de presidente da República.

Em uma segunda votação, Dilma obteve a manutenção de seus direitos políticos. Inicialmente, previa-se uma única votação para o impedimento e a perda de direitos políticos, o que a tornaria inabilitada para o exercício de qualquer função pública. No entanto, o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Ricardo Lewandowski, que presidiu a sessão, atendeu o pedido de destaque apresentado pela bancada PT, o que levou à realização de duas votações. Na segunda, 42 senadores votaram pela perda de direitos, 36 pela manutenção e 3 se abstiveram. Para a inabilitação da agora ex-presidente seria necessária maioria absoluta, ou seja, pelo menos 54 votos.

Ságuas também afirmou que, agora, o PT fará oposição sistemática ao governo de Michel Temer (PMDB), que classifica como golpista e antipopular. O petista ainda ressaltou que não existe possibilidade de conciliação com o peemedebista.

“Fomos golpeados com força. Não existe possibilidade de relação harmoniosa com o governo chefiado por Michel Temer, que primeiro nos traiu e depois articulou o golpe”, completou o parlamentar.

De acordo com Ságuas, o PT deve voltar às origens e reconstruir sua base junto aos movimentos sociais. Em sua opinião, a sigla deve articular a atuação no Congresso Nacional com a pressão nas ruas para impedir que o Governo Temer ataque os direitos conquistados pela população nos 13 anos que esteve no Palácio do Planalto.

“O PT deve voltar as origens, denunciar o caráter golpista do Governo Temer e fazer a defesa do legado de Lula e Dilma. Vamos defender nenhum direito a menos para os trabalhadores e a juventude do Brasil”, concluiu. (Com informações da Agência Senado)

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque