• Elizandra Trindade

Obra vai ser entregue em Porto dos Gaúchos, mas ninguém quer utilizar


A morte do corpo físico é um fato com o qual todos têm que lidar um dia, pois tudo sempre possui um determinado "prazo de validade", sabemos ser possível prolongarmos nossa permanência terrena, mas, chegará uma hora em que vamos precisar abandonar o "veículo" utilizado durante anos para continuar evoluindo em outros níveis do universo, pois conforme conhecimentos da física existem diversos universos paralelos ao nosso que nem temos conhecimentos. Logo, torna-se importante analisarmos o que estamos fazendo com o tempo de vida concedido, pois é valioso demais para ser utilizado de forma insensata, sem nenhuma espécie de aprendizagem sobre o mistério da própria vida humana.


Certamente no dia de nossa partida nada que conquistamos de bens materiais ou as imensas quantidades de dinheiro acumulado levaremos, tudo continuará no mesmo lugar que durante anos o homem almeja dominar, para conseguir isso inicia guerras com seus semelhantes e destrói progressivamente a natureza que tudo nos fornece e nada pede em troca, trata-se da casa chamada Terra. O que vamos guardar após tantos anos de existência serão os aprendizados arduamente assimilados, aqueles que nem mesmo o tempo pode arrancar de nós e os quais levamos gravados no intimo de nosso ser.


Em Porto dos Gaúchos ainda não têm espaço apropriado para familiares realizarem velório de entes queridos e darem um último adeus ao irmão de jornada terrena. Mas, a situação esta para ser modificada, pois o prefeito da cidade Moacir Piovesan (Baxinho) com apoio dos vereadores e Associação IADEPOR estão empenhados na conclusão de uma Casa Mortuária. Agora somente resta perguntarmos quem vai inaugurar a Casa Mortuária de Porto dos Gaúchos, porque certamente não é do interesse de ninguém, mas no dia 2 de novembro as portas estarão abertas, esperando a primeira pessoa a passar pela Casa.


Uma reunião foi realizada no dia 18 de outubro na Câmara dos Vereadores, contando com a participação do chefe de gabinete da prefeitura de Novo Horizonte do Norte, vereadores e membros da associação para tratar desta questão, pois é importante aos munícipes a finalização da obra que foi iniciada ainda no ano de 2011. O prefeito de Porto dos Gaúchos, também presente na ocasião comentou sobre a necessidade da Casa Mortuária.


“É uma necessidade que o nosso município tinha, já havia inicio de uma Casa Mortuária pela associação IADEPOR que é unido com o pessoal da Igreja Assembleia de Deus, depois foram reunidos outras denominações religiosas, juntando Poder Legislativo e Executivo, com isso foi formado uma comissão, onde definimos algumas regras sobre o uso da Casa Mortuária, e nesse combinado todos se juntaram e conseguimos concluir a construção da casa para atender o município de Porto dos Gaúchos”.


Quanto ao começo das atividades na Casa Mortuária, Baxinho garantiu que “está previsto para o dia 2 de novembro já ficar a disposição, é claro que ninguém quer inaugurar a Casa Mortuária, mas é preciso fazer isso. Portanto a partir de novembro vai estar disponível para toda população”.


O presidente da Associação IADEPOR Sr. Elias de oliveira também esteve dialogando junto com autoridades políticas para conseguir apoio e assim poder finalizar a construção. A associação agrega vários segmentos religiosos para atender as famílias carentes, principalmente na hora de velar entes queridos que deixam o plano físico. Ao final da reunião elucidou sobre os avanços alcançados durante debate juntamente com o Poder Executivo e Legislativo de Porto dos Gaúchos.


“Nessa nossa reunião ficou combinado nós já fazermos a liberação para zelar as pessoas a partir do dia 2 de novembro, pois a obra ainda não está 100% concluída. Mas, estamos fazendo um esforço conjunto para terminar, e quero inclusive pedir ajuda a todos os moradores de Porto dos Gaúchos, os que puderem ajudar para a conclusão desta obra, fico agradecido. Aproveitando também agradeço a força do prefeito Baxinho, todos os vereadores da cidade e muitas pessoas que nos ajudaram a fazer a Casa Mortuária que já estava em andamento, porém, ficou estacionada por um período de 3 a 5 anos aproximadamente, e com a força do Poder Executivo, Legislativo e a população estamos conseguindo chegar ao término da construção. Agora com relação a liberação para velar as pessoas, a partir do dia 2 nós iremos deixar as portas da Casa Mortuária abertas e quero convidar todos os meus amigos que conseguirem estar na ocasião para ver a obra que estamos fazendo, todos estão convidados para observar o que estamos realizando em prol do município e para as pessoas carentes que precisam”.


Com relação ao nome dos membros da associação IADEPOR, Elias não lembrou no momento o nome de todos os integrantes, mas afirmou que “nós temos um grupo que compõe a mesa diretora da nossa associação, no momento não tenho guardado o nome de todos os membros, mas é um grupo unido, nós estamos conseguindo dar seguimento à obra e com certeza o que está faltando para nós terminarmos iremos concluir dentro de poucos dias”.


O chefe de gabinete do município de Novo Horizonte do Norte, José Antônio de Oliveira, esteve participando da diretoria da associação que está trabalhando a questão social dentro de Porto dos Gaúchos. Segundo Antônio este trabalho foi iniciado há muito tempo atrás e somente está sendo possível continuar devido apoio de moradores, associações e lideranças políticas.


“Nós estamos neste trabalho já há alguns anos, fazendo parte da assistência social de Porto dos Gaúchos, onde sou diretor executivo. Estávamos numa reunião junto com o Executivo, Legislativo e membros da associação para definir como nós vamos prosseguir com a edificação da Casa Mortuária. Ela foi construída pela IADEPOR em parceria com o Poder Executivo e Legislativo e com toda a sociedade de Porto dos Gaúchos, as igrejas, associações, enfim todos participaram deste momento de construção da Capela Mortuária”.


José Antônio de Oliveira enfatizou a importância da construção da Capela Mortuária para os munícipes terem condições e local apropriado para velarem familiares e amigos, pois atualmente os funerais são realizados em locais impróprios e sem nenhuma assistência do poder público.


“É importante a construção deste local, o município de Porto dos Gaúchos ainda não possui nenhuma Capela Mortuária, um local adequado para nós velarmos nossos entes queridos. Atualmente são velados em barracões de igrejas e às vezes até dentro das casas. Nós iniciamos este projeto juntamente com a sociedade. Um dia, acabei assistindo a realização de uma cerimônia fúnebre no meio da rua da cidade de Porto dos Gaúchos, porque tínhamos duas pessoas falecidas, muito queridas da nossa sociedade, havia mais de 1.000 pessoas na ocasião e não tinha como fazer a cerimônia dentro da casa”.


Durante conversa o chefe de gabinete de Novo Horizonte do Norte assegurou que o uso da Casa Mortuária vai causar nenhum investimento financeiro por parte da população, pois a associação é sem fins lucrativos e somente deseja fazer o melhor para a sociedade.


“O custo de uso da Casa Mortuária não haverá, porque a nossa associação é sem fins lucrativos, visando unicamente atender a sociedade da melhor maneira possível, a situação que nós vamos ter é a seguinte: O Poder Executivo nos propõe fazer um convênio junto a prefeitura onde vai ser repassado determinada quantia para ajudar na manutenção e dos sócios que pagam é desse recurso que vamos utilizar, mas as pessoas que usarem não vai ter custo nenhum, será gratuito para todos que precisarem fazer uso da Casa Mortuária” concluiu.


A vereadora Joelma dos Santos Morimã esteve acompanhando a reunião e expressou seu contentamento com a conquista da finalização da obra que somente vem contribuir para a sociedade.


“É uma satisfação nossa ter participado dessa comissão para terminar a Casa Mortuária, estamos representando o Poder Legislativo, fizemos uma parceria, criando uma comissão entre os Poderes Legislativo, Executivo e a Associação, com a qual resultou na promoção que arranjamos de arrecadação para que pudéssemos dar continuidade à obra. A construção da Casa Mortuária tinha sido iniciada há vários anos pela Associação, mas estava estagnada, então essa Comissão veio para ajudar, e depois de feito esta promoção, arrecadamos o valor de R$ 31.000 reais (trinta e um mil), e com isso estamos dando seguimento com a obra, pois ainda existe muita coisa para ser arrumada. Enfim, estamos abrindo as portas no dia 2 de novembro, em pleno funcionamento para todos os munícipes” finalizou.


Por: Elizandra Trindade

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg