• A Folha do Vale - Jornal e Site

Grávida passa mal e descobre que bebê não está mais na barriga; médico fala em parto forçado


Um fato inusitado aconteceu na última terça-feira (03), no Hospital Santa Rita, em Várzea Grande. O Boletim de Ocorrência (BO) narra que L.A.C.M., 23 anos, que estaria grávida de nove meses, seguiu até a unidade de saúde e foi alertada que o bebê não estava na barriga. Um laudo médico, juntado ao documento, um médico afirmou que a paciente passou por um parto forçado. Conforme as informações do BO, a mulher sentiu fortes dores na última terça-feira e foi com o marido até o hospital. Eles foram atendidos por um médico que estava saindo do plantão e que repassou o caso para uma colega, alertando que ela estaria grávida de nove meses e que já estaria medicada. A outra médica então transferiu a mulher de sala e ministrou outro medicamento, junto com uma enfermeira. Depois disto, o sangramento na paciente aumentou. A enfermeira colocou um absorvente nela e depois a transferiu para outro leito, onde foi realizado um ultrassom. O resultado foi que não havia nenhuma criança na barriga da jovem. Sendo assim, L. recebeu alta e foi liberada. No hospital, os funcionários chegaram a cogitar uma gravidez psicológica, mas o casal afirma que está fazendo o pré-natal desde março do ano passado. Com dores, a mulher teve de retornar ao médico, mas desta vez preferiu seguir até o Hospital Jardim Cuiabá. Na unidade, a médica Marcela Oliveira Meira disse que a paciente teria passado por um parto forçado. O caso será investigado pela Delegacia da Mulher, Criança e Idoso de Várzea Grande, sob o comando da delegada Ana Paula Campos. A reportagem tentou contato com o Hospital e Maternidade Santa Rita, mas as ligações não foram atendidas.

Por: Olhar Direto

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque

1/6

1/2

1/1

1/4