• Maurilio Trindade Aun

Brasnorte terá Emissora de Televisão 'Pública & Privada'


Na realidade, “Brasnorte terá emissora de Televisão pública privada” é para questionar o alto valor que poderá ser investido pelo poder público municipal e levar muitos a pensarem na situação que está para ocorrer no município de Brasnorte, pois muitos afirmam que a instalação da referida emissora está condicionada a um alto valor de compromisso da atual administração a pagar mensalmente em contrato.


O “contrato de apoio [...]”, de acordo com um dos sócios da empresa que instalará a emissora “é negociado em sigilo [...]”, o que é um absurdo, pois envolverá recursos públicos, sendo ainda que, de acordo com alguns, o “apoio” pode chegar a uns R$ 60.000,00 (sessenta mil reais) por mês. Obviamente este sócio negou dizendo nem ser este o valor, mas também disse que mesmo que fosse nem informaria por conta do “sigilo da negociação”, mas que depois de negociado e acertado todos poderão ver os valores, pois serão públicos.


Tentamos ouvir o atual prefeito Mauro Rui (PSD) sobre este e outros temas, mas o prefeito que parece tão interessado em apoiar a instalação de uma emissora de Televisão faz pouco caso para dar entrevistas gratuitamente, o que é muito estranho, pois se a preocupação do atual prefeito fosse de fato informar a população, aproveitaria toda oportunidade para informar os munícipes pelos meios de comunicação que se dispõe a gravarem com o mesmo as suas ações enquanto gestor público.


Estranhamente, já se passaram 16 dias da atual administração e o site do atual governo nem tem matérias algumas sobre as ações do atual prefeito, mesmo contando com dois assessores de imprensa. Por outro lado, caso o interesse do prefeito Mauro Rui fosse de fato informar, teríamos logo após a eleição levado do mesmo a sua opinião sobre a eleição e ao mesmo tempo registrado o agradecimento do mesmo aos eleitores, pois lhe procuramos e o mesmo até marcou entrevista para outro dia no período da manhã, mas estranhamente o mesmo fez pouco caso no dia seguinte, dizendo que nem precisaria fazer matéria para agradecer, que faria isso pessoalmente. Pode ser que, o mesmo, esteja indo de casa em casa agradecer os votos, o que é meio duvidoso, pois logo nos primeiros 15 dias de administração ficou fora do município uns dias consideráveis.

Aliás, ao procurarmos o prefeito, na sexta-feira (14/01/2017) na parte da tarde, encontramos o vice-prefeito Marques atendendo no gabinete, e o mesmo nem quis gravar entrevista sobre a viagem do prefeito, e ate no primeiro momento informou errado o dia que o prefeito tinha saído do município, e parecia desconhecer as ações que o prefeito estaria realizando fora do município, ou nem quis de fato informar, mas nas duas hipóteses causa estranheza, pois se até o vice-prefeito não pode comunicar exatamente quais eram as ações do prefeito, então como a população pode ser informada? Por outro lado, se conhecia e nem fez questão de informar, novamente recai na mesma estranheza sobre o interesse de apoiar a instalação de uma emissora de televisão pagando um alto valor em contrato para a mesma, se ao procurarmos sem custo algum sonegam ou dizem nem saber dos fatos que seria transcrito para a população!


Mas como sempre somos persistentes, esperamos chegar sábado, e novamente estivemos circulando por perto da casa do prefeito objetivando encontrá-lo e ao sabermos que poderia estar em uma comunidade fomos à mesma percorrendo mais de 110 km entre ida e volta visando ouvir do prefeito sobre os fatos, com relação ao: suposto contrato sigiloso com a televisão e o valor do contrato; as ações realizadas pelo mesmo, prol ao município, em suas viagens; e quais serão as ações do poder executivo diante da situação que passa o entrave que vem dificultando o funcionamento do frigorífico no município (que poderá nem funcionar) – no entanto, novamente, o prefeito demonstrou pouco interesse e falta de consideração em prestar os devidos esclarecimentos à população.


Esta situação indica que, infelizmente, qualquer apoio que dizem darem com recursos públicos, na instalação de uma emissora de televisão, tem provavelmente outros interesses “ocultos”, possivelmente em atenderem ou até pagarem, o apoio financeiro que possivelmente tenham recebido, em campanha eleitoral, pois, caso contrário, teria aproveitado todas as oportunidades que concedemos, gratuitamente, ao mesmo, para que pudesse agradecer e ao mesmo tempo prestar esclarecimento à população – tendo em vista as diversas vezes que o procuramos e ligamos em vão, visto que nem atende ligações.

Portanto, dizer que deseja melhorar a comunicação e informar a população, somente serve para enganar as pessoas que nem tem conhecimento dos fatos, mas essa matéria no momento está sendo preparada e vai ser postada no site do jornal, mas novamente antes de imprimirmos a edição impressa, o atual gestor pode dispor de espaço para informar:


1) Qual vai ser o valor máximo que a atual administração vai destinar em contrato para a emissora de televisão?


2) Qual ação esteve realizando fora do município nos primeiros dias de mandato prol ao município à custa do erário público, inclusive quanto de diárias e recursos custou?


3) Quais serão os procedimentos que realizará enquanto prefeito visando resolver a situação do funcionamento do frigorífico em Brasnorte?


4) Por que, após 15 dias de mandato, contando com dois assessores de imprensa e estar supostamente tão preocupado em divulgar as informações aos munícipes, (‘apoiando’ a instalação de emissora de TV no município) nenhuma matéria foi postada, no site da prefeitura, acerca da transição de administração, sobre a equipe de secretariado, bem como as ações tomadas nos primeiros dias de mandato?

Para concluir: se o atual prefeito nem gosta de criticas e receber cobranças, então está no cargo errado, pois todas as ações que o prefeito realizar enquanto gestor tem que prestar contas à população, por isso, se fazer de chateado em nos conceder entrevista e omitir informações é de estranhar. Claro que, no município, muitos dizem que o prefeito eleito foi um, mas quem de fato manda “é outro” que indicou uns 4 secretários e conseguiu colocar mais de 15 funcionários na administração. Realmente os fatos parecem demonstrar isso, pois na primeira vez que o mesmo marcou entrevista, no outro dia mudou de atitude, e estava no pátio de uma empresa, possivelmente alguém lhe deve ter “puxado às orelhas” e a partir deste dia sempre procura “fugir” de nos dar quaisquer esclarecimentos sobre as ações da atual administração.

Por: Maurilio Trindade Aun

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg