• Elizandra Trindade

Prefeito de Aripuanã acredita no potencial turístico e econômico do município

Administrar um município é saber investir adequadamente os recursos públicos, solucionar problemas, enfrentar desafios, trabalhar incansavelmente pela manutenção da máquina pública e acima disso encontrar modos de promover o desenvolvimento econômico, proporcionando novas oportunidades aos munícipes que esperam auxílio do poder executivo e legislativo. O prefeito de Aripuanã, do mesmo modo que outros prefeitos (as) do Vale do Arinos e Vale do Juruena está constantemente realizando viagens até Cuiabá na intenção de conseguir apoio com deputados estaduais e governo do estado para melhorar a infraestrutura do município, aumentar economia e explorar potenciais na área de produção. Jonas Rodrigues da Silva comentou sobre uma ida recente até Cuiabá e Brasília, como foi recepcionado pelo governador e o objetivo a ser alcançado.


"A visita realizada ao governador Pedro Taques foi valiosa, abriu as portas do Estado de Mato Grosso para fazer parceria com o município de Aripuanã, mostrou-se preocupado com a logística, ligamento da Tutelândia Aripuanã. Quer fazer os investimentos, mandou fazer o projeto através do secretário Marcelo, e também está preocupado com o estudo de componentes indígenas da BR-174, dando celeridade nos processos para começar pavimentação na rodovia, que liga atualmente a região noroeste. Certamente quando asfaltada vai proporcionar progresso, condição melhor de competitividade no mercado, com custo menor no frete, então a busca nossa é realmente trazer o resultado positivo para essa nossa região, e o governador foi muito simpático ao nos atender”.


Muitas parcerias com deputados estaduais, federais e senadores vão resultar em envio de emendas parlamentares para o avanço de Aripuanã, o prefeito diz estar confiante com o compromisso firmado e citou as autoridades políticas que estão investindo no desenvolvimento do município.


“Grande maioria dos deputados que visitei se disponibilizaram a enviar emenda, deputado Dilmar Dal'Bosco, Oscar Bezerra, deputada Janaina Riva, Romoaldo Junior, Vagner Ramos, o presidente da assembleia legislativa, Eduardo Botelho, Silvano Amaral, que está disponibilizando recurso, então estou tranquilo, sei que podemos fazer uma boa gestão porque temos parcerias com os deputados federais, estaduais e senadores. O senador do PR Wellington Fagundes, do meu partido, e o senador Cidinho Santos do mesmo partido também vão compartilhar recursos para o nosso município, lembrando que conseguimos colocar todas as certidões em ordem para que o município esteja apto a buscar recursos, captar esses valores. Então, acredito que a partir do sétimo mês vamos começar a colher os resultados do que fomos buscar em Cuiabá, porque sabemos ser lento o procedimento".


O prefeito de Aripuanã acredita veemente no potencial do município, e está arquitetando ações para que empresas e investidores enxerguem possibilidade de crescimento, com produção de novas matérias primas. Disse quais incentivos fornece aos interessados na instalação de indústrias, empresas no município, comentou dificuldades a serem ultrapassadas e explanou algumas ideias para o surgimento de emprego e renda a população.

"Aripuanã é uma cidade rica, com muita energia, somos o segundo maior produtor de energia do Estado de Mato Grosso, um dos maiores em jazidas de zinco da América Latina, cobre e outros minerais, e isso chama atenção dos investidores, também somos destaques na regularização do manejo florestal. Temos bastante matéria prima e precisamos industrializar, claro que precisamos do asfalto também. Uma das coisas que estamos atraindo é questão do laticínio, estamos dialogando com vários proprietários para algum implantar no município, assim agregamos valor na nossa matéria prima que é o leite, e também aumentar a produção, sair de 8.000 litros para chegar a 40, 50 mil litros, ou seja, com laticínio o cidadão terá maior motivação. Também estamos tentando atrair algumas agroindústrias pequenas, para trabalhar diversas matérias, palmiteira, beneficiamento de castanha, atrair alguma empresa talvez de perfume que queira aproveitar essa essência da floresta que pode ser extraída pelos índios, ribeirinhos. O que fazemos para incentivar é oferecer espaço, terreno se for preciso, negociamos até questão de isenção caso precise, porque queremos gerar emprego e renda, precisamos encontrar alternativas. O Brasil está num desemprego grande e uma das coisas que mais me deixa preocupado é a queda do dólar, com a queda dele perdemos a competitividade no mercado, temos dificuldade de exportação dentro do setor madeireiro, sendo que o setor florestal possui obrigação de sustentabilidade de 60% do município, e isso preocupa. Por isso devemos encontrar saídas através do turismo, inclusive tinha uma viagem marcada para Toronto, no Canadá, para apresentar o nosso município como um potencial turístico dentro da Amazônia, por questão energética, mineral, pelas belezas naturais e etnias indígenas, temos duas aqui dentro, enfim, mostrar para a sociedade que existe condições de desenvolver a economia dentro do lugar com equilíbrio ecológico, um desmatamento de 20% e produzir sustentabilidade dentro da Amazônia, então é isso que queremos provar para o mundo e o Brasil, trazendo investidores em Aripuanã, mostrando essa isonomia entre meio ambiente e o desenvolvimento econômico”.


O gestor afirmou que remarcou sua viagem a Toronto porque ainda precisava organizar material expositivo para demonstrar toda a riqueza e beleza de Aripuanã.

"Estava com viagem marcada, mas como meu equipamento nem estava pronto acabei cancelando, estou marcando agora para a próxima vez que formos, irmos esse novo grupo do estado, com mais deputados, talvez governador, porque não quero ir de mãos abanando, mas sim em boa situação, com stander, com apresentação, mostrando todo o nosso potencial, e também falando de economia, chamando os investidores para virem na nossa cidade, essa é minha intenção".


Sem dúvida que a população participa na construção história do município, ajuda na melhoria da educação, saúde, e economia, com pagamento de impostos. Na ocasião o gestor público enfatizou realização de campanhas para ajudar os munícipes na quitação de débitos.


"Estamos com parceria na receita federal sobre a questão dos resgates do ITR (Imposto sobre a Propriedade Territorial Rural), fiz um projeto de cancelamento de juros e multas para atrair o cidadão a vir fazer um acordo com a prefeitura, regularizando sua situação perante os órgãos públicos e contribuindo com a arrecadação. Vamos fazer no final desse mês um projeto para conseguirmos realizar essa parceria, dando incentivos, redução de alguns impostos para em contrapartida o cidadão fazer algum investimento, como exemplo, IPTU 20% de abatimento, para o camarada em contrapartida construir um murro, uma calçada, e pensando bem nisso parece que é muito, mas você pega 20%, o valor é irrisório, mas o cidadão vai fomentar o mercado, que vai vender o material de construção, vai gerar emprego e mão de obra para o pedreiro, carpinteiro, o auxiliar, então, é isso que nós temos que pensar, na forma de arrumar emprego para a sociedade e o município arrecadar. Devemos equilibrar nossas despesas, é melhor ter mais receitas do que despesas, então, faremos esse equilíbrio".


Na segunda-feira (13/03) as aulas retornam na rede municipal e o gestor público comentou a condição dos transportes escolares para garantir segurança dos alunos, processo seletivo para contratação de profissionais e a situação em que pegou a secretária de obras, maquinários que são imprescindíveis para manutenção de estradas.


"Tudo está concretizado, o processo seletivo foi realizado numa serenidade, pelo secretário de educação Hermes e sua equipe. Temos frota própria de ônibus, existem alguns deteriorados, temos um problema de renovação de frotas, por isso estamos economizando para sobrar dinheiro e comprar novos, mas, ficamos sabendo que o governador está comprando vários ônibus, e estamos entrando com o pedido de mais seis ônibus para acoplar na nossa frota de ônibus. A nossa preocupação maior é com as estradas, infelizmente pegamos uma secretária de obras com uma patrola funcionando, por isso estamos fazendo a aquisição de mais duas, vamos fazer a parte da documentação e conseguir outras duas patrolas, tendo condições de recuperar essas estradas para que os ônibus tenham condições de ir e vir, dando segurança para nossas crianças".

Por: Elizandra Trindade

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg