• Maurilio Trindade Aun

Trambique e Jeitinho Brasileiro Fazem a Administração Municipal de Brasnorte

Trambique e jeitinho brasileiro fazem parte da administração de Brasnorte quando deseja realizar algum apoio a empresas ou determinado grupo. Obviamente o inverso nem é verdadeiro, pois fazem de tudo para nem apoiar qualquer empresa ou grupo que se manifestem ou opinem contrário a administração (temos gravação do secretário de finanças afirmando que o prefeito teria determinado aos secretários a não proceder qualquer contrato, por conta das manifestações de uma pessoa que trabalha em uma empresa), principalmente ao digníssimo prefeito, que orienta secretários a nem apoiar empresas ou pessoas que em algum momento tenha desagrado ao detentor do poder municipal, que de modo imoral vem usando os recursos públicos para perseguir alguns e beneficiar outros.


Procurando fazer no momento um "pequeno levantamento" nos empenhos e pagamentos realizados até o momento pela administração de Brasnorte, estranhamos um empenho no valor de R$ 90.000,00 (noventa mil reais) para a Fundação Radio e TV Educativa de Juína, mesmo porque é educativa, segundo a empresa é em Juína, e portanto, tentamos descobrir porque rádio e TV de Juína receberia um valor de pouco mais de R$ 8.000,00 (mil reais) por mês.

Então verificamos que é para bolsa de estudantes em uma escola particular em Brasnorte, que seria 40 alunos, portanto, “a priori” parece que moralmente é uma boa ação, todavia ao verificarmos melhor, a referida escola particular consta como mantenedora principal um outro CNPJ 11.460.630/0001-65, enquanto que os repasses é para a fundação citada acima, por isso, algum trambique mal explicado está sendo realizado na situação, pois se a referida escola tem personalidade jurídica, então porque usar um “atravessador” para repassar os recursos a escola? Ou será que os repasses a uma escola particular é ilegal?, E para poder fazer “essa ajuda” foi lançado mão do “jeitinho brasileiro” para poder atingir os objetivos, todavia se fazem isso nessa situação, nada impede que os mesmos ajeitamentos sejam feito para outros fins.


Portanto, “Trambique e Jeitinho Brasileiro Fazem parte da Administração Municipal de Brasnorte”, pois procura “meios aparentemente legal” para atender alguns objetivos, e mesmo que a ação possa ser moralmente aceitável, é no mínimo ilegal, por isso “lançou mão do expediente” para "supostamente" repassar os recursos a referida escola particular em Brasnorte.


Por outro lado, será que a rede municipal de educação nem teria espaço para atender aos alunos atendidos na referida escola particular? Pois daqui há pouco outros estudantes vão procurarem, estudarem em escolas particulares e depois buscarem bolsas junto aos municípios, portanto, cabe aos vereadores e a população verificar essa e outras situações estranhas que “possa estar acontecendo” na administração de Brasnorte.



Por: Maurilio Trindade Aun

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg