top of page
Divulgação Pronac 2316326.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
Guia Digital da Cidade_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

GUPET.jpg
  • Assessoria de Comunicação

Prefeitura recebe do Governo do Estado, ordem de Serviço para a manutenção da Ponte do Rio Aripuanã


Nesta quarta-feira (28), a prefeitura de Aripuanã, recebeu da Secretaria de Estado de Infraestrutura e Logística, a ordem de serviço para a manutenção da ponte do Rio Aripuanã. A ponte que vem trazendo muitos transtornos ao município e gerando grandes preocupações a administração pública.

A ponte é o acesso que liga a várias comunidades, onde também trafega ônibus escolares, ambulâncias e todo fornecimento para as comunidades como combustível e alimentos. A economia gerada no município depende muito da ponte, assim é necessário que esteja em ótimas condições de trafegabilidade.

Até que se conclua a reforma da ponte, a prefeitura, secretaria de Meio Ambiente e Secretaria de Infraestrutura juntamente com setor de base florestal, madeireiros e setor da base mineral, estão trabalhando na abertura de uma via alternativa. Será um desvio que aumentará um pouco a distância, mas será uma rota, para que não atrapalhe a reforma da ponte.

“A administração já se prontificou a ser parceiro a essa reforma, estamos desde o começo do ano batalhando para que essa manutenção seja feita. A ponte foi feita em 2003, ela aguentou mais do que o esperado, se a Equipe do Governo do Estado realizar uma reforma adequada com certeza durará um bom tempo até que a ponte de concreto seja construída.”, disse o prefeito de Aripuanã, Jonas Canarinho.

A vinda dessa reforma é de grande necessidade, mas a gestão atual segue na luta pela conquista da ponte de concreto. O projeto dessa nova ponte segue em andamento, inclusive a defesa civil juntamente com o corpo de bombeiros realizou uma vistoria e foi reconhecido pelo Estado de Mato Grosso e União em situação de calamidade pública. Agora depende do Governo Federal disponibilizar recurso para dar inícios as obras da nova ponte.


bottom of page