• Adriane Rangel

l Fórum sobre Educação e Social da Pessoa Surda será realizado na ALMT


A Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) promove, no dia 26 de setembro, o I Fórum sobre Educação e Social da Pessoa Surda: Teorias Politicas e Práticas. O evento será realizado nos auditórios Milton Figueiredo e Licínio Monteiro, das 8h às 18h. O requerimento foi apresentado pelo deputado estadual Paulo Araújo (PP), com coautoria do deputado Wilson Santos (PSDB), na sessão plenária de quarta-feira (28). Os espaços serão voltados para reflexões, debates e troca de experiências entre estudantes e pesquisadores das instituições promotoras, bem como de outras instituições interessadas no assunto.


“O fórum tem como tema central obter um espaço para que todos os pesquisadores dos estudos da educação inclusiva, em especial da língua brasileira de sinais, compartilhem os resultados de suas pesquisas. Além disso, os palestrantes poderão auxiliar estudantes e professores no processo de reflexão sobre o ensino e aprendizagem de libras”, destacou Paulo Araújo.


A proposta visa ainda corroborar para que os profissionais de escolas, de diversas áreas, tenham conhecimento teórico e prático sobre interagir e se comunicar com as pessoas ou com os profissionais surdos e ainda interagir com a comunidade surda, contribuindo assim para uma boa progressão acadêmica e comunicativa.


O encontro possibilitará aos participantes terem oportunidade de ouvir experiências de escolas bilíngues para surdos e análises desenvolvidas por pessoas e pesquisadores surdos e ouvintes que atuam na educação de surdos e também de manifestar opinião sobre as questões colocadas em pauta. A temática considerada eixo das discussões é a escola que reconhece que os surdos têm o direito de estar num ambiente plenamente favorável e propício ao seu desenvolvimento linguístico, cultural, social e comunitário.


O fórum é parte da programação da 5ª Semana Estadual da Pessoa com Deficiência e contará com o apoio de várias instituições. Na atualidade, a inclusão escolar de todas as pessoas é reconhecida como direito assegurado na legislação brasileira. Esse direito foi apontado na Constituição Federal de 1988, na Lei de Diretrizes e Bases da Educação em vigência, no Plano Nacional de Educação e outros textos oficiais.


Paulo Araújo lembrou que, ao falar sobre educação de surdos, muitas questões são suscitadas. “Existem muitas dúvidas, como, por exemplo, se há necessidade de escolas ou classes especializadas para surdos, em relação sobre a inclusão promovida na escola regular, se atende às necessidades e as expectativas para surdos, dentre os assuntos, por isso a importância de participar do fórum”, pontuou o parlamentar.


Fonte: Adriane Rangel/ Assembléia Legislativa

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque

1/6

1/2

1/1

1/4