top of page
GUPET.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Danielle Lidiane A alegria de reabilitar alguém!


Em nossa série que conta um pouco da vida de nossos funcionários, destacamos alguém que está chegando, mas já se sente em casa...



Fisioterapeuta, da décima quarta turma da Unic-Tangará, a castanheirense Danielle Lidiane, 23 anos, é uma das mais novas funcionárias da Secretaria de Saúde do município, pasta sob o comando de Ivania Tigre. No entanto, se sente em casa em seu trabalho, na Unidade Descentralizada de Reabilização João Sebastião Ramos, por lidar com pessoas que já conhece.


“Cresci em Castanheira e poder fazer alguma coisa por pessoas que já conhecia é algo maravilhoso”, diz. Franca, faz uma confissão e um elogio: “Por um tempo não olhava minha cidade com bons olhos, parecia parada no tempo. Ao voltar, agora, me surpreendi, acho que a cidade está uma gracinha”.



Ao falar de sua vida, faz questão de agradecer a Deus, por lhe dar forças para concluir sua Faculdade, sua família, que considera sua base, singularizando a figura de sua mãe, Lídia, do esposo, Paulo, do filho, José Guilherme, ao qual se refere como “meu pecadinho de gente” e todos que acreditaram em sua luta.



Sobre gostos, destaca do esporte o voleibol, de lugares Castanheira “por sua tranquilidade” e quando o assunto é comida, o Sushi de Tangará da Terra, que define como sendo “uma coisa de outro mundo”.


De tudo, porém, nada a faz mais satisfeita do que o exercício da profissão. “Amo o que eu faço e creio que não poderia ter feito escolha melhor”. Lembra as palavras de uma professora, que costuma dizer que a fisioterapia é uma profissão linda. “Não existe nada mais gostoso do que reabilitar alguém”, observa.




P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page