top of page
GUPET.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Permissão para que mulheres prestem serviço militar aguarda análise na CAE


Proposta que permite às mulheres prestarem o serviço militar, hoje exclusivo aos homens, deve ser analisada pela Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) após o feriado de Carnaval. Apesar de concordar com a intenção da ex-senadora Vanessa Grazziotin, de buscar a universalização de oportunidades, o relator, senador Esperidião Amin (PP-SC), é contra a iniciativa por considerar que fere regras orçamentárias e fiscais.


O Projeto de Lei do Senado (PLS) 213/2015 estabelece que as mulheres ficam isentas do serviço militar em tempo de paz, mas podem prestá-lo voluntariamente, de acordo com suas aptidões. Para isso, as candidatas devem manifestar a opção no período de alistamento do ano em que completarem 18 anos de idade, como já ocorre com os homens.


Mulheres no Serviço Militar

A participação feminina nas Forças Armadas ainda é pequena. De acordo com dados do Governo do Brasil, há pouco mais de 22 mil mulheres seguindo carreira militar, sendo que a maior parte desse efetivo se concentra na Força Aérea Brasileira (9.299). A Marinha tem 6.922 e o Exército Brasileiro conta com 6.009. Considerando que o total de efetivo é de 322.940, o número de mulheres no serviço militar corresponde a apenas 6%.



P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page