top of page
GUPET.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Em Mato Grosso a Economia é mais Importante do que a Vida

No estado de Mato Grosso, os prefeitos ficaram entre a cruz e a espada, pois, com o decreto do governo do estado, autorizando os comércios a funcionarem, simplesmente seguindo algumas regras, possibilitará que todos estejam nas ruas, aliás, o que será obrigatório, pois os funcionários terão que trabalhar, obviamente, todos deverão usar mascará e manter uma certa distância entre as pessoas, e lavarem as mãos e outros cuidados com a saúde.

Todavia, como será possível manter distância entre as pessoas nos transportes públicos, principalmente nas cidades que possui este transporte, logo a situação poderá sair do controle e muitas pessoas ser contaminadas, pois, sabemos que o brasileiro é bem descuidado, e a falta de máscaras e higiene poderá gerar diversas mortes.


Por outro lado, tem diversos prefeitos mais preocupado com a população, com a saúde pública, do que com a economia propriamente dito, o que aliás é louvável, mas como suportar a pressão de diversos trabalhadores e empresários de pequenas e médias empresas e outros segmentos que desejam e precisam trabalhar para tentar manter a suas atividades e pagar os seus compromissos, e ao mesmo tempo, nem acreditam e duvidam da doença.


Nestas alturas, devemos ter claro que uma possível expansão da doença, e das mortes advindas deste vírus deverá ser totalmente de responsabilidade do atual governo federal na pessoa do presidente, pois, o mesmo sempre foi um apoiador da expansão do vírus, ao invés de ser um apoiador do isolamento e de apoio financeiro aos trabalhadores, pequenas e médias empresas através de linha de crédito e de auxílio por um tempo, mas prefere defender mais mortes de pessoas idosas e pessoas com alguma doença que ao receber o vírus dificilmente suportará e acabará morrendo.


Diante desta irresponsabilidade do atual presidente da república, e de alguns governos que lhes faltam discernimentos e cederam ao desespero de alguns empresários, ao invés de buscar meios de auxiliar os trabalhadores e os empresários, preferiram de certo modo seguir a cartilha de morte do atual presidente, portanto, serão cúmplices das mortes ocasionadas pelo vírus, pois, a saúde pública é de responsabilidade do estado e cabe aos prefeitos, governadores e presidente cumprir o papel para o qual foram eleitos.


Logo, esses prefeitos que insistem em cuidar da população mantendo a limitação de funcionamento de comércios e circulação das pessoas, inclusive destes empresários que insistem em abrir as empresas e assim evitar a propagação da doença e de mortes ou atender ao decreto do governo e dos desesperados e deixar abrir empresas e trabalhador circular para cima e para baixo, e correr o risco de ter uma epidemia na cidade, um dilema aos prefeitos que ainda valorizam a vida.


Portanto, os prefeitos em Mato grosso e nos estados que os governadores estão “lavando as mãos” e seguindo a cartilha de morte do presidente da república, enfrentam um dilema terrível, pois, estão numa situação que realmente as pessoas estão ficando desesperadas por condições de pagarem suas contas e manterem as suas atividades, e com isso, estão sendo pressionados a flexibilizarem e deixar que todos possa circular e ir trabalhar, mas possivelmente depois poderão ter uma situação descontrolada, sem leitos de UTI para atender a demanda e ter diversas pessoas morrendo, simplesmente porque a vida é menos importante do que a economia para muitos.

Todavia, para o governo do estado parece que nem tem crises no estado, pois de acordo o deputado Ulisses Morais, o governador mandou uma mensagem ao poder legislativo dando aumento aos cargos de confiança, ou seja, enquanto muitos vão para a rua trabalhar arriscando morrer, o estado aumentando cada vez mais os gastos com a máquina publica, principalmente em cargos de confiança. Essa situação revoltou o deputado que postou a sua manifestação na rede social, de onde trazemos parte de sua manifestação no vídeo acima.


Por: Maurilio Trindade Aun

P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page