top of page
Divulgação Pronac 2316326.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
Guia Digital da Cidade_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

GUPET.jpg
  • Deise Aur | Greeme

Se o seu cabelo cai, a culpa é da poluição do ar, aponta nova pesquisa


A queda de cabelo é um problema que afeta várias pessoas, e a causa desse problema pode não ser genética, falta de vitamina, excesso ou escassez de lavagem… A culpa pode estar no ar poluído que respiramos.


É o que dizem pesquisadores da Coréia do Sul que apontam o particulado fino do PM10 como o causador desse problema, por reduzir a produção de proteínas essenciais, responsáveis pelo crescimento dos cabelos.

O estudo, conduzido por Hyuk Chiu Kwon, foi apresentado em Madri no Congresso da Academia Europeia de Dermatologia e Venereologia (EADV), onde foi debatida a ligação entre queda de cabelo e poluição do ar provocada pela fumaça emitida pela queima de combustíveis fosseis, gasolina, diesel, mineração, pela produção de cimento, tijolos e cerâmica.

As partículas poluidoras de 10 micrômetros de diâmetro, denominadas PM10, contêm numerosos ácidos, produtos químicos orgânicos, metais e partículas de poeira e solo que afetam as células do couro cabeludo na base dos folículos capilares que, devido a todos estes poluentes, sofrem uma redução nas proteínas que fazem o cabelo crescer.


O estudo

Os cientistas chegaram a esse resultado, expondo as células do couro cabeludo por 24 horas à várias concentrações de particulado de diesel e poeira semelhantes à PM10 e, para isso, eles usaram uma técnica chamada “Western Blotting” para avaliar o efeito da exposição.

Através dessa experiência chegaram ao seguinte resultado: PM10 e as partículas de diesel reduziram os níveis de β-catenina, ciclina D1, ciclina E e CDK2, proteínas que ajudam o cabelo a crescer, e constataram que quanto maior a poluição, maior a queda de cabelo.

“Embora a ligação entre poluição do ar e doenças graves como câncer, DPOC e DCV esteja bem estabelecida, há pouca ou nenhuma pesquisa sobre o efeito da exposição a partículas na pele e cabelos humanos em particular. Nossa pesquisa explica o modo de ação dos poluentes do ar nas células da papila dérmica do folículo humano, mostrando como os poluentes do ar mais comuns levam à queda de cabelo”-disse Hyuk Chul Kwon.



bottom of page