• Anna Maria de Oliveria

Alegria A chave para manter a vitalidade da glândula timo


“O ser humano pode se tornar mestre de si mesmo e de seu ambiente porque tem o poder de influenciar seu próprio subconsciente e, assim, receber a cooperação da Inteligência Infinita” (Jacob Petry)


Alegria, do latim “alacritas” ou “alace”, que significa “animado”, “vivaz”, “contente” ou “ânimo leve”. De acordo com estudiosos, podem existir duas origens etmológicas para essa palavra. Uma delas teria sido originada do latim “felicitas”, tendo como raiz o termo “felix”, feliz, que teria surgido do termo grego “phyo”, que quer dizer produzir, fecundo, produtivo, relacionado ao comportamento de uma pessoa quando está alegre.

“Felicitas” seria a raiz etmológica da palavra “felicidade”, considerada sinônimo de “alegria” na língua portuguesa.

Considerando o estado emocional em condições de alegria é possível descrever como contentamento, leveza de espírito, prazer de viver, vibração energética elevada, sensação de plenitude interna, paz de espírito.



A sensação maravilhosa de alegria, felicidade, prazer e bem-estar é resultado da fabricação de hormônios pelo nosso organismo, mas isso não ocorre ao acaso, surge da prática de atividades físicas, alimentação equilibrada, atividade sexual, pensamentos positivos, memórias agradáveis, meditação, autocuidado, inteligência emocional, sorrir, abraçar, fazer carinho, ouvir ou tocar música, dançar, viajar, cozinhar e tantas outras.

Alegria é atitude positiva, uma decisão, acontece no plano mental e interfere, positivamente, em nosso estado emocional, então, concluímos que existe algo além dos processos químicos do corpo.


David Hawkins, professor, dedicado aos estudos de Matemática, Filosofia, Economia, Educação em Ciências da Infância e Ética, criou uma escala vibracional para nos ajudar a relacionar as emoções com níveis de energia eletromagnética.

De acordo com Hawkins, a alegria vibra em 540 hertz, favorecendo a expansão de consciência e a fluidez da habilidade intuitiva, assim o coração permanece alegre, os medos perdem força e a luz da intuição guia nossa vida. Acima dessa vibração temos 600 hertz para a paz e acima de 700 hertz o estado de iluminação.

Algumas sabedorias ancestrais acreditam na existência de um portal para o amor, localizado na região peitoral, onde se localiza o coração e a glândula timo. Quando esse portal está aberto, cheio, pleno e limpo a pessoa sente sua identidade infinita, seu sistema imunológico se torna forte e é possível trocar alegrias com os outros.

“Chamado de Portal da Anciã, essa energia atua na ampliação das frequências saudáveis do coração, pulmão movimento dos sentimentos, prazer em doar amor, bom humor e alegria, a sensação é de forte e divino poder de amar, perdoar, sentir compaixão, inspiração, esperança e dom da cura”. Samuel Souza de Paula

Vale mencionar a importância da glândula timo, do grego “thymos”. Segundo especialistas, ela cresce quando estamos alegres e encolhe a metade do seu tamanho em situação de estresse, ansiedade, medo, tristeza e doenças. É conectada aos sentimentos, comunicação, imagens, sons, formas, cores, pensamentos, toque.

Quando nos deixamos levar por pensamentos negativos, o timo não consegue ativar o sistema imunológico, pois pensamentos não são seres concretos como os vírus, esses pensamentos fazem a glândula “murchar”, fica fraco e não reage as ameaças externas.

Pensamentos e sentimentos positivos fortalecem a glândula, cooperando para que atue com vigor, mantendo a vivacidade e o amor ao longo da vida.


Saúde em Foco

Guia Digital de Juara


Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque

1/6

1/2

1/1

1/4