• Natasha Olsen

Flores podem atrair e salvar espécies de beija-flor


Projeto no México já plantou mais de 100 jardins especialmente criados para estes pássaros.


Um pássaro pequenininho que causa um encantamento enorme. Cheio de cores e com um bater de asas impressionante, o beija-flor é sempre uma visita bem vinda no nosso quintal ou nas paisagens que visitamos.


Existem mais de 300 espécies de beija-flor no mundo e todas são nativas das Américas. Mas, assim como acontece com outros polinizadores, algumas espécies tem sofrido com a perda de habitat, propagação de espécies invasoras e uso de pesticidas.


O resultado é que muitas populações têm diminuído e algumas espécies deste lindo pássaro estão ameaçadas de extinção.

No México, onde existe 58 espécies – 13 ameaçadas – lendas locais acreditam que o beija-flor é um mensageiro de pessoas que já morreram, o que faz com que a admiração da população por estes pássaros seja ainda maior.Para ajudar a conservar a espécie, a UNAM, maior universidade do país, lançou um projeto simples, mas que tem alcançado bons resultados.


Por meio da criação de jardins urbanos, com flores que atraem a espécie, pesquisadores estão protegendo e monitorando a população de beija-flor.


Em 2014, a professora María del Coro Arizmendi Arriaga criou um jardim para beija-flores, plantando flores que atraíssem os pássaros. O espaço passou a ser frequentado por muitos colibris, como também são chamados, e a professora recebeu inúmeros pedido para replicar o projeto em outros locais.

O resultado foi a criação de diversos jardins para beija-flor – hoje são 149 na região metropolitana da Cidade do México. Além disso, a população local também cria jardins semelhantes e ajuda a alimentar os beija-flores durante a sua longa rota de migração. O mesmo acontece com escolas e asilos. “É um projeto que custa muito pouco dinheiro e entusiasma muitas pessoas”, comemora María del Coro.


Fauna e flora

“Sempre que as cidades crescem, estamos a eliminar florestas, estamos a eliminar a vegetação que os beija-flores utilizavam para se alimentarem, para se reproduzirem”, explicou à Reuters a bióloga Claudia Rodríguez, que está envolvida no projeto Jardins urbanos para colibris.

Segundo Claudia, o beija-flor é a ave polinizadora mais importante nas Américas, contribuindo para a conservação de muitas espécies de plantas. “Quando os beija-flores começam a desaparecer, a diversidade das plantas diminui. A longo prazo, assiste-se a um empobrecimento dos ecossistemas.”


O objetivo do projeto é para atrair os animais e garantir recursos alimentares numa cidade onde o seu habitat natural foi deteriorado. Os espaços também são usados como meio de educação ambiental, já que atraem muitas pessoas e são ótimos cenários para se falar sobre a importância da conservação destas aves como polinizadoras.


“Muitos pássaros morrem por falta de alimento. São aves que têm um metabolismo muito rápido e que necessitam de se alimentar constantemente” explica Claudia. “Se cada edifício tivesse um jardim, faríamos um corredor gigante na cidade, onde os beija-flores encontrariam sempre comida”.

Lista de flores que atraem estes pássaros:

  • Amélia

  • Brinco-de-princesa

  • Caliandra

  • Camarão

  • Chapéu-chinês

  • Escova-de-garrafa

  • Flamboyanzinho

  • Flor-de-maio

  • Helicônia

  • Ixora-rei

  • Lágrima-de-cristo

  • Malvavisco

  • Maria-sem-vergonha

  • Pentas

  • Russélia

  • Sanguésia

Projetar & Construir

Guia Digital de Brasnorte

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque

1/6

1/2

1/1

1/4