top of page
Divulgação Pronac 2316326.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
Guia Digital da Cidade_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

GUPET.jpg
  • Marcia Sousa - Redação Ciclo Vivo

Médicos prescrevem plantas e terapia horticultural em cidade da Inglaterra


Na terapia horticultural, pacientes se reúnem para cultivar plantas diversas.

Mais uma clínica de saúde do Reino Unido vai prescrever “natureza” como complemento no tratamento dos pacientes. Desta vez, é a clínica Cornbrook em Manchester, na Inglaterra, que abriu espaço em seu terreno para abrigar um jardim – que serve como espaço de socialização e de contato com o verde.

Com tomateiros, couve-flor, brócolis e couve – entre outros vegetais – a ideia é que os hospitalizados tenham à disposição um local tranquilo e de bem estar. “O jardim proporciona oportunidade para a população local aprender novas habilidades, participar de exercícios físicos, obter acesso a alimentos saudáveis e gratuitos e conhecer novas pessoas”, explica a organização “Semear a cidade”, que está à frente do projeto.

Além da horta, os clínicos gerais recomendam o cultivo de alimentos, prescrevem ervas fáceis de cuidar (como erva-cidreira e hortelã) e também incentivam as pessoas a se envolverem em atividades comunitárias. Um dos projetos inclusive é a terapia horticultural em que pacientes se reúnem para cultivar plantas diversas.

Pessoas que sofrem de ansiedade, depressão e solidão podem levar para casa ervas, vegetais e vasos de plantas. Uma das estratégias da clínica, que é especializada em cirurgia, é dar ao paciente uma planta para que ele cuide até o retorno ao médico – quando deve levar novamente para transferir a plantinha ao jardim comunitário.



A ONG “Semear a cidade” trabalha com hortas há muitos anos, sempre mediando o trabalho entre os profissionais de saúde e os pacientes.

Cuidar da saúde, mesmo em países de grande potência econômica, é caro. Então, nada melhor do que a máxima: é melhor prevenir do que remediar. E o contato ao meio natural pode ser uma ótima maneira de alcançar boa saúde do corpo e da mente.




bottom of page