top of page
GUPET.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Bardana e suas propriedade Fitoenergéticas e Medicinais


Bardana - Crédito Pixabay

A Bardana (Arctium lappa L.) elimina a melancolia; reduz a gastrite nervosa; aumenta a fé e a esperança; ajuda a ter calma e deixar a vida fluir. Controla o excesso de sentimentalismo; elimina estados depressivos; auxilia na busca interior das saídas para os problemas e a raciocinar antes de decidir, acalmando a impulsividade e o desequilíbrio emocional.


Fitoenergética – A Energia das Plantas no Equilíbrio da Alma – Bruno J. Gimenes


PROPRIEDADES MEDICINAIS

A raiz e as folhas da bardana contêm diferentes princípios activos, que justificam as suas propriedades:

–Antibiótica: A arctiopicrina, contida sobretudo na raiz, é um antibiótico vegetal de tipo glicosídico, que se revelou especialmente eficaz contra o estafilococo, germe causador de muitas infecções da pele. O seu uso, tanto por via interna (infusão ou maceração) como em aplicação externa (compressas, cataplasmas ou loção), é indicado no caso de infeções cutâneas produzidas por estafilococos, como abcessos, furúnculos, fleimões, adenites e quistos cebáceos infectados (1,3,4,5).

É também útil nos eczemas crónicos e na acne, assim como nas doenças infecciosas eruptivas (escarlatina varicela, sarampo, etc.) (1,3,4,5).

Bardana - Crédito Beleza da Terra

- Depurativa: Devido ao seu conteúdo em óleo essencial e em sais minerais ricos em potássio, a bardana é um excelente sudorífico e depurativo. Facilita a eliminação de substâncias residuais através da pele. Desta forma, a pele, que é também um órgão excretor, fica limpa e livre de impurezas.


Hipoglicemiante: A raiz faz descer o nível de glicose no sangue, em parte devido ao seu conteúdo em inulina (hidrato de carbono de utilidade para os diabéticos). Dá bons resultados como complemento no tratamento da diabetes. (1,2)


Tónico capilar: Há quem use a bardana, nem sempre com o mesmo êxito, aplicada sobre o couro cabeludo, em loção ou compressas, com a finalidade de fazer crescer o cabelo (3,5).


PREPARAÇÃO E EMPREGO

Uso Interno

1-Infusão com 50g de raiz por litro de água, de que se tomam 2 ou 3 chávenas diárias.

2-Maceração de 20-30 g de raiz triturada num litro de água fria, durante 6 horas. Ferver depois o liquido resultante durante 1 minuto. Tomar 2 a 3 chávenas por dia. Desta forma se reforçam as suas propriedades depurativas.

Uso externo

3-Compressas: Fazem-se com a mesma infusão ou maceração descritas para o uso interno, mas um pouco mais concentradas. Aplicam-se 2 a 6 vezes por dias, durante 10 a 15 minutos.

4-Cataplasmas: Com folhas frescas esmagadasnum almofariz, ou com a raiz cozida, forma-se uma pasta que se aplica sobre a pele afetada, uns 10 minutos, várias vezes por dia.


A Saúde pelas Plantas Medicinais, Vol. 2, de Jorge D. Pamplona Roger


Saúde em Foco





Comments


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page