top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Enem 2022: possíveis temas de redação para você se preparar. Informativo

Informativo: Conhecer os possíveis temas de redação do Enem pode te preparar para a nota 1000

Por isso, é essencial que você esteja por dentro dos possíveis temas de redação do Enem 2022 para que alcance a melhor nota e passar no curso que você deseja. Então, confira as principais dicas de temas.


5 possíveis temas de redação para o Enem

1. Bullying e cyberbullying nas escolas

O Bullying e o Cyberbullying são assuntos bastante relevantes para a nossa sociedade atual. Conforme o Instituto de Pesquisa Ipsos, o nosso país é o segundo com maior número de casos de cyberbullying e bullying contra crianças e adolescentes.


Por ser um assunto que pode fomentar boas dissertações, ele gera mais expectativa para que o exame sobre esse tema e solicite que os estudantes argumentem, relacionado bullying ou cyberbullying com as escolas.


Nesse viés, é possível fazer um recorte falando sobre como o bullying tem ganhado espaço e projeção nos debates, principalmente, na realidade dos públicos mais jovens e sobre as leis que podem configurá-lo como crime.


Para isso, é importante saber que tanto o bullying quanto o cyberbullying podem ser configurados como de categoria moral, física ou sexual e podem se integrar como uma conduta agressiva, constrangedora ou ofensiva.


2. Evasão escolar de crianças e adolescentes no Brasil

A evasão escolar ocorre quando os estudantes passam a não frequentar a escola e as aulas por algum motivo específico. Esse é um tema que pode ser abordado no Enem em virtude da pandemia, das desigualdades sociais e econômicas.


Além disso, também existe a motivação vinda da reforma do ensino, cujo intuito é mudar a grade curricular, os objetivos do ensino médio, bem como o aumento de horas letivas, visando o mercado de trabalho.


Entretanto, a grande dúvida é como aplicar isso, se existe um grande índice de evasão escolar, principalmente após a pandemia. Caso esse tema esteja no Enem, é interessante ter alguns argumentos para fundamentar a redação, como, por exemplo:


· Dado cedido pelo IBGE em que mostra o aumento na evasão de crianças e adolescentes na escola em 171% durante a pandemia;

· Dificuldades do ensino à distância proposto durante a pandemia;

· A dificuldade financeira de muitas famílias, que impedem as crianças e adolescentes de estudarem ou se manterem na escola;

· Analisar o contexto histórico e social, entre outros argumentos.


3. Uso excessivo das tecnologias e internet

Esse é um tema que pode ser abordado no Enem, visto o grande uso da tecnologia nos últimos tempos. Uma recente pesquisa realizada pela TIC Domicílios em 2020, mostra que 81% dos brasileiros acima dos 10 anos, utilizam a internet.


Possivelmente, o eixo temático de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC), caso seja explorado pelo Enem, exigirá do aluno uma problematização a respeito do excesso ou uso inadequado das tecnologias.


Para esse assunto, é possível abordar os seguintes aspectos:


· Marco civil da internet, que é uma lei para regularizar a utilização das redes, internet e tecnologias;

· Pode responsabilizar o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações, responsável pela promoção de políticas de inclusão digital no país;

· Utilizar repertório sociocultural citando a criação do computador durante a 2ª guerra e a guerra fria com o avanço da comunicação e evolução tecnológica.


4. Questão da insegurança alimentar

Com o Brasil no mapa da fome novamente e com mais 49 milhões de pessoas na extrema pobreza em 2022, a questão da insegurança alimentar pode ser um tema cobrado no Enem.


Entretanto, a prova só cobra assuntos em voga até o ano anterior, então é possível que os textos de apoio não informem dados atuais.


Mas sabendo disso, você pode utilizar dados atuais, como as 33 milhões de pessoas que passam por algum grau de insegurança alimentar e citar que esse número equivale 15,5% da população brasileira.


Desta forma, você pode abordar os seguintes argumentos:


· A volta do Brasil ao mapa da fome, após duas décadas longe da insegurança alimentar;

· Pode citar que a última vez que algo assim aconteceu, estávamos nos anos 1990, de acordo com o 2º Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil.

· Como repertório é possível citar o documentário “Histórias da fome no Brasil” de Camilo Tavares, que aborda sobre o Brasil na época da colônia até sua saída do mapa da fome.


5. Efeitos da falta de acesso à saúde na vida dos brasileiros

Após anos vivenciando a pandemia no mundo e no Brasil, um possível tema que pode ser abordado no Enem, é a falta de acesso à saúde no país. Visto que existe uma grande falha na democratização do acesso à saúde.


Apesar de uma grande parcela da população recorrer ao Sistema Único de Saúde (SUS), que oferece atendimento gratuito, uma recente pesquisa mostra que 90% dos brasileiros não possuem condições financeiras para arcar com tratamentos médicos.


Antes de mais nada, é importante ter definido se o assunto a ser abordado será saúde mental, saúde pública ou saúde no geral. Sabendo disso, confira o que pode ser abordado em uma dissertação sobre saúde:


· É possível falar sobre o contexto social e falar sobre situações de conhecimento público, um exemplo disso é a Covid-19;

· Caso nos textos de apoio não falem sobre a Constituição Federal de 1988, você pode citá-la e falar sobre a saúde ser um direito constitucional desde sua criação;

· Além de falar sobre o sistema de saúde ter a obrigação de atender toda a população e explicar porque isso não acontece na prática;

· Para ter um embasamento sociocultural, é possível citar o documentário “Políticas de Saúde no Brasil: um século de luta pelo direito à saúde” de Renato Tapajós no ano de 2006.


Após realizar a prova é importante consultar as formas de utilizar sua nota no Enem para ingressar em uma faculdade. Há instituições de ensino, como a Universidade Santo Amaro, que abrem a opção de utilizar somente a nota do Enem, eliminando a necessidade de realizar o vestibular da universidade.


Por: Eric Barbosa | SEO Marketin




Comments


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page