top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Máquina extrai 10 litros de água potável por dia do ar

Inovação pode garantir acesso à água de qualidade, mesmo em locais sem saneamento básico.

Beber água é muito importante para manter nosso corpo funcionando bem – são inúmeros os benefícios de se manter a hidratação em dia. Infelizmente, a água que bebemos pode estar contaminada por agrotóxicos ou até mesmo micro plásticos, presentes em mais de 90% das águas engarrafadas do mundo.

Mas, uma máquina criada pelo designer Cody Soodeen pode fornecer água de excelente qualidade com uma grande inovação. A Kara Pure não precisa de uma torneira – ela simplesmente extrai a água do ar!

Soodeen conta que cresceu em uma cidade onde a água potável estava contaminada por uma cepa de bactérias, afetando a saúde da sua família e comunidade. Fio então que ele decidiu encontrar uma solução para este grave problema.



A solução projetada foi a Kara Pure, uma máquina que extrai água da umidade atmosférica e a converte em água potável alcalina rica em minerais que hidrata e limpa as toxinas do corpo.

Em um dia a máquina pode oferecer até 10 litros de água potável de excelente qualidade, enriquecida com 7 minerais naturais e seu pH de mais de 9,2. Além de fornecer água, a Kara Pure também ajuda a desumidificar e purificar o ar, servindo a vários propósitos ao mesmo tempo.



Tecnologia em desenvolvimento

Soodeen explica que outros aparelhos que captam água do ar usam refrigeradores para condensar a umidade atmosférica e converter vapor em gotículas de água, um processo que consome muita energia, é barulhento e prejudicial ao meio ambiente.

Kara Pure usa uma substância semelhante a uma rocha vulcânica ou gel de sílica. O ar passa por esta substância que extrai a água e depois a armazena em um tanque.



A água passa então por um sistema de purificação de várias etapas onde é esterilizada com luz ultravioleta e mineralizada. Depois passa por um ionizador que alcaliniza a água e por um filtro que remove quaisquer impurezas finais. Depois deste processo a água pode ser consumida.

A máquina pode ser especialmente importante em locais sem acesso à água potável. Como o aparelho não depende de águas subterrâneas ele pode funcionar em quase qualquer lugar do mundo. A única manutenção necessária é a troca anual do filtro.

Vendas?

Para produzir a Kara Pure em larga escala e tornar a comercialização viável, Cody Soodeen lançou uma campanha online de arrecadação no site Indiegogo. Para mais informações, acesse: kara-pure.

Neste vídeo, em inglês, o designer explica melhor a história e funcionamento do protótipo:



Por: Natasha Olsen | Redação Ciclo Vivo


Saúde em Foco



Comentarios


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page