• Elizangela Trindade / Jornal A Folha do Vale

A capacidade de aceitar e compreender a dor



'Ninguém vem atoa' ao mundo. Todas as pessoas neste plano constroem seus egos, para sobreviver, para defender a si ' e aos seus', o erro é quando mesmo compreendendo, atacamos/julgamos. Numa sociedade construída com base no medo o mal prevalece, o mal é a manifestação do medo, da falta de aceitação e compreensão, da vida e do universo.


O irônico de tudo é que, 'para sairmos daqui' devemos 'passar' ou vivenciar, mentalmente, todas as situações/e/ou pessoas que julgamos, ou que 'nosso ego feriu', nesta existência. Caso contrário, aqui voltamos para acertar 'as pontas'. Os que passam por este processo, preservando em si 'a faísca que concede a vida', tornam-se 'referenciais' à sociedade e à humanidade, são os curadores do mundo. Porém, ou felizmente, este é o começo de uma nova etapa.



O ideal nesta existência é aprendermos a fazer perguntas mais sensatas à consciência e à alma, pois o 'universo' apresenta, invariavelmente, todas as respostas.


Por: Elizangela Trindade


Espiritualidade & Religião

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque

1/6

1/2

1/1

1/4