• Eliana Bess

Jovem com QI elevado participa de evento em Mato Grosso


Pela primeira vez, o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação de Mato Grosso (NAAH/S-MT) realizou palestra sobre capacidade mental acima da média, uma oportunidade para pais, educadores, alunos e a comunidade em geral compreenderem o assunto. O evento aconteceu nesta segunda-feira (11.07), às 14h, no auditório da Secretaria de Estado de Educação, Esporte e Lazer (Seduc-MT), com entrada franca.


O objetivo foi divulgar o trabalho do Núcleo, que funciona no Centro de Apoio de Suporte à Inclusão Especial (Casies), vinculado à Seduc, e apresentar depoimentos de pais e alunos que são atendidos no local. Contou, ainda, com a participação de Tiago Rezende de Castro Alves, 27 anos, do Rio de Janeiro. Superdotado, ele fala vários idiomas e estuda na Alemanha. “Tiago está de passagem pelo Brasil e aceitou o convite para estar em Mato Grosso realizando esse trabalho conosco. Ele vai fazer um relato da sua experiência e as dificuldades enfrentadas, as barreiras que teve que superar, enfim, sua vivência como superdotado”, adiantou Ana Rezende, da equipe do NAAH/S, que atua no atendimento e identificação dos alunos superdotados.


A superdotação, ao contrário do que muitos pensam, não é um prêmio para quem possui. Ela está associada a uma problemática social e emocional. Por terem um QI (Quociente de Inteligência) elevado, há dificuldades das pessoas compreenderem algo que não veem. “A maioria acha que a pessoa é diferente, que se expressa diferente, fala diferente”, explicou Ana.


Nem sempre o perfil superdotado é o estudante nota 10, caso que dificulta a identificação do potencial do aluno. Ele pode perfeitamente não obter notas boas, mas ser bom em áreas específicas, e não gostar de outras. Este caso requer atenção e sensibilidade do professor para captar ou perceber as características deste estudante.


Atualmente, o Núcleo de Atividades de Altas Habilidades/Superdotação atende oito alunos. O encaminhamento não precisa ser feito só pela escola, pode ser por indicação de colegas ou por conta própria. “O Núcleo está dentro da Educação Especial na Seduc, mas é diferente dos deficientes intelectuais, visuais, autistas, surdos, mudos. O NAAH/S trabalha com a eficiência dentro da Diversidade. É importante a comunidade entender que a superdotação existe, não é fictícia e que precisa ser bem trabalhada”, destacou Ana Rezende.


Experiência


Tiago Rezende de Castro Alves é graduado em Filosofia pela Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ), com mestrado em Filosofia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC/RJ) e Universidade de Estocolmo (Suécia) e doutorado em Filosofia com ênfase em Lógica na Universidade de Tübingen (Alemanha), onde reside.


Por: Eliana Bess

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque