• A Folha do Vale - Jornal e Site

Ponte Sobre o Rio Arinos no Município de Porto dos Gaúchos está Interditada

O engraçado é que uma empresa fez uma reforma em alguns lugares desta ponte ainda no inicio de 2016, e em entrevista garantiu que “a referida ponte” aguentaria por 5 anos, mas pareceu ignorar que alguns usuários fazem de tudo para ficarem sem ponte, pois uma estrutura para suportar umas 40 toneladas, colocam mais “pesos” sobre a mesma, como podem ver em vídeo gravado por usuários. Por outro lado, o secretário de obras de Porto, Éder Rafael Boldrin afirmou que a reforma feita no ano passado continua boa, e que os problemas agora são em outros lugares.

De qualquer maneira, praticamente todos os anos a referida ponte vem sendo recuperada e cada vez vai de cem mil a duzentos mil reais, e de acordo com as informações, pode ir mais de um milhão para fazer uma reforma total na mesma e poder durar mais uns anos.


No ano de 2014 a referida ponte foi reformada ainda com emenda do ex deputado Riva e aguentou por dois anos, mas no ano de 2016 novamente teve outra reforma, fora os pequenos reparos que administração de Porto dos Gaúchos garante que forneceu, por outro lado, informações garante que reforma do ano passado, foi feita totalmente com repasses do FETHAB.


Entretanto, neste ano, o secretário de obras de Porto, Eder Boldrin elaborou um projeto e protocolou junto a Secretaria Estadual de Infraestrutura - SINFRA, buscando recursos para o trabalho emergencial que vai mais de cento e dez mil reais, trabalho que já está sendo feito pela administração municipal, contando com a garantia do estado que fará aporte financeiro para auxiliar, bem como, espera contar com apoio para em pouco tempo o estado fazer uma grande reforma na referida ponte que fica na MT 220 entre os municípios de Porto e Juara.

Por isso, reiteramos que a ponte sobre o Rio Arinos em Porto dos Gaúchos encontra se interditada nesta semana para reforma das cabeceiras que estavam caindo.


A ponte tem 240 metros de cumprimento, totalmente de madeira, a qual “comeu” Alguns milhões com certeza, computado todos os recursos utilizados na construção e nas diversas reformas que a mesma recebeu, nestas horas, nos parece que a referida ponte aguentaria muito mais tempo, se fosse de concreto em vez de madeira, e no final seria bem mais aproveitado os recursos públicos.

Fazendo buscas na internet sobre valor médio da construção de pontes de concreto, acabamos encontrando algumas “pérolas” de uma verdadeira obra de engenharia, “digna de século 21”, apesar que para pequenas pontes pode ate servir, mas não no caso em questão.


Por: Maurilio Trindade Aun


Crédito/Fotos: Éder Rafael Boldrin

Vídeo(01):Denuncia Anônima.

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque