top of page
Divulgação Pronac 2316326.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
Guia Digital da Cidade_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

GUPET.jpg
  • A Folha do Vale - Jornal e Site

A consciência divina e a Consciência humana estão interligadas


Desde tempos antigos, a crença de que Deus se tornou o universo é a doutrina das teologias e das escrituras religiosas. Deus seria uma a inteligência criativa absoluta, uma consciência transcendente, mas ainda assim a fonte de toda a consciência no reino cósmico, e esse ser transcendente está localizado no fundo da alma do ser humano.


Segundo a física moderna o universo surgiu de algum campo quântico fundamental, um vácuo que contém todas as possibilidades de tudo o que já existiu ou poderia existir. Essas possibilidades emergem como probabilidades antes de "colapsar" em quanta localizados, manifestando-se como as partículas no espaço e no tempo que são os blocos de construção dos átomos e das moléculas. Pesquisadores sugerem que no momento em que o continuum quântico se tornou consciente, isso desencadeou um colapso da função de onda e o universo surgiu.


Assim, quando a singularidade se tornou consciente de si mesma, fragmentos do continuum quântico foram observados como distintos do continuum e percebidos como galáxias, estrelas, planetas, moléculas, átomos, partículas e como identidades individuais.


Os objetos materiais não existiriam de maneira definida aparte da consciência que os observa e dessa forma esses dois aspectos da realidade, a consciência e os seus objetos seriam inseparáveis. Nesse sentido, nós, o eu consciente eterno, estaríamos inerentemente conectados ao todo maior, e essa conexão seria totalmente transcendental à matéria.

bottom of page