top of page
Divulgação Pronac 2316326.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
Guia Digital da Cidade_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

GUPET.jpg
  • A Folha do Vale - Jornal e Site

A importância das mulheres nas áreas de exatas e nas empresas


Calcular o limite do cartão de crédito, as despesas com o colégio das crianças e a data da próxima menstruação, definitivamente, não são as únicas contas que uma mulher pode fazer! A aptidão das mulheres nas áreas de exatas sempre existiu. No entanto, por uma falta de modelos, era comum observar homens ocupando as cadeiras das universidades e as vagas no mercado de trabalho.


Essa realidade, no entanto, vem mudando. O próprio Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) apontou que o número de mulheres nas áreas de exatas dobrou entre 2011 e 2016. E, na medida que cada vez mais mulheres chegam à universidade, mais o mercado se beneficia com a presença feminina em empresas que atuam nos ramos de engenharia, contabilidade, robótica, entre outras.


A presença das mulheres nas áreas de exatas traz benefícios para elas mesmas, para a sociedade e para o universo corporativo. Quer saber porque? Então, confira!



Das primeiras engenheiras à uma mudança estrutural:


Embora o número de mulheres nas áreas de exatas seja crescente, as portas das universidades demoraram a se abrir para nós. Apenas para se ter uma ideia, somente em 1835 foi aberta a primeira escola para mulheres em Niterói. Apenas em 1919 formou-se a primeira mulher engenheira na Escola Politécnica do Rio de Janeiro.

A baixa presença feminina nas áreas de exatas não está, obviamente relacionada, à falta de capacitação ou habilidades. Porém, muitas mulheres não vislumbravam a possibilidade de construir uma carreira nas áreas de exatas. Afinal, faltavam exemplos de outras mulheres que já tivessem trilhado esse caminho.


E, se a mudança não veio do exemplo, a educação em casa e na escolha foram os principais fatores que encorajaram mulheres a chegarem às áreas de exatas. Hoje, a maior parte dos pais espera que suas filhas tenham uma carreira que as faça feliz, independentemente da área escolhida. Da mesma forma, as escolas passaram a mostrar mais claramente as possibilidades de carreiras nessas áreas, tanto para homens quanto para mulheres.


Mulheres nas áreas de exatas e mercado de trabalho:




As mudanças no cenário educacional, obviamente, trouxeram consequências para o mercado de trabalho. Algumas carreiras cujo número de profissionais do sexo masculino era infinitamente superior, estão sofrendo uma transformação quanto ao perfil de gênero. É o caso, por exemplo, da engenharia civil, onde o aumento de mulheres é expressivo.



Na medida em que mais mulheres integram o mercado, a diminuição do sexismo nas contratações, avaliações e salários também vem diminuindo.





Um profissional com uma boa formação nessas áreas é valorizado. E, como a carência de profissionais qualificados para o mercado ainda é grande, não existe espaço para a segregação na hora de contratar.


Benefícios para mulheres, sociedade e mercado:

O fato de mulheres se sentirem cada vez mais encorajadas a seguirem sua vocação para a área de exatas traz benefícios não só para elas mesmas, como também para a sociedade. Em países onde mulheres não possuem tanta participação na área, a reserva de inteligência é explorada apenas pela metade. Isso significa menos resultados para a sociedade como um todo.


O fato das mulheres se sentirem livres e estimuladas a seguir carreiras em áreas de exatas acarreta benefícios econômicos de longo prazo, não apenas para elas, como também para a sociedade. Nos países onde as mulheres não podem ou não querem assumir essas funções, contam apenas com metade da reserva de inteligência a qual a sociedade dispõe.


É importante aproveitar os recursos humanos existentes da maneira mais eficiente possível, eliminando as barreiras de gênero. Uma sociedade que dá espaço para que os indivíduos desenvolvam suas capacidades e habilidades, independentemente do sexo, ganha em crescimento do PIB e também de oportunidades.



bottom of page