top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Ensino primário de Itanhangá foi o segundo mais bem colocado no estado no IDEB




A média no resultado do IDEB (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica) nesse ano de 2022, referente ainda a conteúdos assimilados em anos anteriores nas escolas municipais no estado de Mato Grosso, de um modo geral caíram as suas notas, ou seja, o modelo de estudo à distância ou em casa, ou outros modelos diferentes do presencial que foram adotados na pandemia da Covid, diferente daquele em sala de aula nem ajudou para melhorar o processo de ensino aprendizado, caso contrário, nem teria por que ter caído as notas dos alunos que participaram na avaliação.



Por outro lado, todo professor (as), educadores (as), todos os políticos, pais/mães, enfim, todas as pessoas que têm compromisso com uma a sociedade cada vez melhor, investem no aprendizado, no domínio de conhecimentos, na empatia, no crescimento do "ser" buscando sempre a superação dos instintos animais.


Devemos entender que um dos melhores investimentos que cada pai, cada mãe faz aos seus filhos (as) é criarem oportunidades para que seus filhos (as) ampliem os seus conhecimentos, veja bem, conhecimentos é assimilação/ compreensão das informações.

No caso do município de Itanhangá nesse ano de 2022, quando ocorreu o primeiro teste do IDEB pós pandemia, houve uma pequena perda de nota, como disse a secretária de educação, Suzana Bêss:


"Todos os municípios do estado tiveram diminuição na nota, no entanto mantivemos a colocação no índice de IDEB. O 1º colocado teve pontuação de 6.4, e o município/ (no quesito de aproveitamento educacional) teve a pontuação de 6.3. Estamos muito felizes com o trabalho desenvolvido pelos professores, pelos gestores nas escolas, a nossa equipe pedagógica e também pelas famílias que durante todo período de pandemia recebeu as nossas orientações em casa, receberam os materiais preparados pelos professores e auxiliaram seus filhos no desenvolvimento das atividades escolares, por isso que a gente pode hoje comemorar a segunda colocação no estado de Mato Grosso’’, comentou a secretária Suzana.


Com relação ao panorama de regresso às aulas presenciais pós pandemia, a Secretária Suzana Bêss, destaca que:


‘‘A gente tem tido bastante preocupação e bastante zelo com esses dados. A gente monitora diariamente, através das equipes gestoras nas que atuam nas escolas e que passam de sala em sala e nos passam estes dados (da presença dos alunos) diariamente e estes dados também são comunicados através da rede social da prefeitura e também através dos grupos de whatsapp das turmas" afirmou a secretária Suzana.


Na oportunidade, a secretária manifestou a sua preocupação com a próxima avaliação devido a dois motivos, um deles é que muitos alunos na próxima avaliação são aqueles que estiveram um período longo da pandemia com o tal estuda em casa ou outras metodologias e outro problema é o aumento de faltas que está ocorrendo após a volta as aulas normais, nas palavras da secretária foram:


"E a gente tem se preocupado, pois a aprendizagem se faz através do ensino, pelo professor com os materiais em sala, com uma sequência de conteúdos, e quando ‘esse’ aluno fica faltando muito o aluno fica prejudicado, ainda mais quando o município participa de um sistema integrado de ensino, que é o Aprende Brasil, que conta com uma sequência de atividades. Então se o aluno deixa de acompanhar aula, tem mais dificuldade em acompanhar e compreender os conteúdos que são passados na sequência. E isto atrapalha o rendimento dos estudos dos alunos" afirmou a secretária Suzana.


Claro que essa preocupação da secretária Suzana, esta pautada no número alto de faltas escolares dos alunos, mas também Através das avaliações que são realizadas bimestralmente nas escolas, através da equipe pedagógica da secretaria, que de acordo com a secretária:


"A gente não tem ficado muito satisfeito com os resultados, e na análise que a secretaria de Educação faz, esta necessidade de melhoria advém de as famílias prezarem pelas frequências das crianças, jovens no contexto escolar. Pois a falta em aula acarreta o atraso de horas de assimilação de conteúdos" [...]



Cada aluno, cada acadêmico se entendessem a importância do estudo, dariam o seu melhor durante a sua vida de estudante, melhor ainda, durante a sua vida sempre procuraria investir e melhorar os seus conhecimentos, pois, com isso se tornará um melhor profissional e poderá "vender" o seu tempo, o seu trabalho intelectual ou braçal por um melhor valor.


Todos precisam entenderem que se nem tem o capital, precisarão vender o seu tempo, seu trabalho, mas esse trabalho e/ou seu tempo terá o valor que cada pessoa merece devido aos conhecimentos que assimilou na sua formação escolar, universitária e pôs graduação.


Na verdade, se aprendeu mesmo como as sociedades existem e as suas formações históricas, entenderá que além de dominar os conhecimentos, precisará lutar e defender o seu real valor, caso contrário, nada mudará.


Por: Maurilio Trindade Aun


Comments


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page