top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Município ampliam mais recursos e mais trabalho pelas famílias no setor social em Itanhangá

A secretária de assistência social do município de Itanhangá, Sintia Regina Brandalize Pascoski, primeira-dama, a qual é assessorada pela sua fiel escudeira, a Sra Rosenilda de Santana, as quais informaram as ações e demandas que são atendidas pela secretaria municipal de desenvolvimento social e trabalho em Itanhangá.



A atual secretária, está no comando da pasta desde meados de 2018, a qual destaca que naquele período as demandas de cesta básicas eram muito pequenas, inclusive até o ano de 2019 a necessidade de cestas básicas era em torno de 12 a 19 cestas mensais.


Entretanto, do ano de 2020 em diante, devido a pandemia esse número aumentou muito, chegando de 95 até mais 100 cestas básicas mensais para atender, aumentou o número de pessoas desempregadas, inclusive, veio varios recursos para comprarmos a mais do que estávamos habituados, com os recursos próprios do município, informaram.



Ainda de acordo com as informações, antes a secretaria demandava em torno de R$ 30.000,00 (mil reais mensais) para atender as demandas, mas que hoje para poder atender o básico, são necessários em torno de R$ 70.000,00 (setenta mil reais) mensal na secretaria, destacaram ainda, que o estado tem enviado 1300 cestas básicas nos dois últimos dois anos, fora as cestas básicas adquiridas pelo município.



Essas cestas básicas foram distribuídas para as pessoas mais necessitadas, sendo que o município tem em torno de 900 famílias cadastradas em demandas sociais, destas em torno de 600 famílias estão recebendo o auxílio Brasil, tem ainda mais umas 300 famílias que receberam o cartão alimentação, sendo essas famílias escolhidas pelo estado dentro do cadastro que o municipio possui.


Cestas básicas, cobertores, filtros de bairro entre outras ações que atendem as famílias mais necessitadas são realizados no município, todavia, os profissionais nem registram imagens destas famílias e pessoas para nem explorarem ainda mais a situação que se encontram as famílias, comentam.



No setor de prevenção, a secretaria neste mês de maio está em andamento a campanha faça bonito, visando a orientação e esclarecimentos quanto ao abuso de crianças e adolescentes, fazendo reuniões nas escolas em parceria com a secretaria de educação, secretaria de saúde, conselho tutelar, polícia civil e polícia militar, enfim, com a sociedade organizada fazendo reuniões buscando levar esclarecimentos.


Por: Maurilio Trindade Aun