top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Atual administração de Cotriguaçu está perdida e inoperante


Atual prefeito Olirio Oliveira dos Santos

Todos os municípios no estado têm potencial para crescer e se desenvolver, todavia, em alguns municípios esse desenvolvimento fica atrofiado, sendo atrapalhado por administrações municipais apáticas e incompetentes, e as vezes até eivada de corrupção, aliás, toda administração corrupta odeia e nem valoriza os veículos de comunicação impresso.


Na eleição recente em Cotriguaçu houve 4 candidatos concorrendo ao pleito eleitoral, e o atual prefeito eleito, Olirio obteve 2062 votos, portanto, nem teve a maioria dos votos, na realidade, a diferença do eleito para o segundo colocado, Paulinho foi de 300 votos (1762) e do segundo para o terceiro, Moises foi de 311 votos (1451), somente o quarto colocado que teve uma diferença maior, Mauricio teve apenas 885 votos.


No município o descontentamento de boa parte da população com a atual administração já é evidente, pois, passado diversos meses as obras estão a passos de tartaruga, a maioria nem foi retomada ou feito nada de ações que a população possa visualizar, sem dizer de diversas outras reclamações que leva a muitos moradores manifestar arrependimentos em ter votado no atual prefeito, comentou Paulinho.


Por outro lado, a atual administração assumiu o paço municipal com um caixa de mais de 11 milhões positivo, como pode ser constatado nos arquivos abaixo do balancete do último dia de movimentações financeiras da administração do ex-prefeito Jair Klasner (Cotcharapa) do DEM, que preferiu nem concorrer a reeleição, apesar que muitos acredita que se tivesse concorrido teria vencido, comenta diversas lideranças do município.


Betha Sistemas I
.pdf
Fazer download de PDF • 1.09MB

Bheta Sistemas II
.pdf
Fazer download de PDF • 565KB

Para manifestar o sentimento de boa parte da população procuramos apenas trazer a manifestação de lideranças políticas do municipio, os quais representam a maioria da população.


Moises Ferreira De Jesus

Moises Ferreira De Jesus (PP) concorreu ao pleito em coligação com o PSB e ficou em terceiro lugar no pleito eleitoral, apesar de na gravação do audio ser apontado como segundo colocado, na realidade, foi o terceiro colocado com 1451 votos de confiança da população de Cotriguaçu, ao perguntamos sobre avaliação dos trabalhos da atual administração nestes meses disse que:


Vejo que precisa avançar muito nos trabalhos desta gestão, tem muitas estradas no município que precisa de um olhar bem mais avançado, essa gestão precisa muito trabalhar com as associações, os pequenos produtores quando chegar ao período de chuvas terão uma deficiencia grande para tirar a sua produção, no perímetro urbano as estruturas estão muito pouco, eu vejo uma deficiencia muito grande, parecem ter dificuldades ainda para entender o que é a gestão pública que precisa desenvolver muita coisa”, ouça mais posicionamentos do ex-vereador e candidato prefeito no pleito recente, o qual traz a público a opinião da maioria dos moradores da localidade.


O segundo colocado no pleito eleitoral foi o Paulo da Silva Teixeira (PL), o qual foi laçado pelo ex-prefeito Jair Klasner e algumas outras lideranças para ser o candidato da continuidade da administração municipal, mas acabou ficando exatamente 300 votos longe do primeiro colocado, ou seja, obteve 1762 votos de confiança da população, mas mesmo entrando na disputa eleitoral no final do segundo tempo, esteve na liderança de intenções de voto ate poucos dias para a eleição, motivo que deve ter levado ao candidato e o seu grupo em relaxar os trabalhos visando obter mais apoio da população, conclusão, apesar de pesquisas dar a vitória uns 7 dias antes do pleito, o resultado foi um pouco diferente.


Paulo da Silva Teixeira

Paulinho ao ser procurado para manifestar a sua avaliação se mostrou um pouco mais cauteloso em se manifestar, mesmo porque disse que nem pretende mais se aventurar politicamente, todavia, disse que diversas pessoas, diversos moradores que nem eram seus eleitores lhe tem procurado manifestado descontentamento, o qual achou mais coerente da sua parte se posicionar diante dos fatos, desta forma, o empresário e candidato do pleito eleitoral recente disse que:


Andando nas regiões, conversando com a população, sentimos a necessidade da presença do atual gestor, eu creio que falta um pouco mais de empenho, pouco mais de determinação, a necessidade de estar melhorando um pouco mais Cotriguaçu, buscando benefícios para o município, vejo muitas reclamações da população com relação as estradas, logo que começar as chuvas as estradas poderão estar muito mais precárias, regularizações fundiárias deveríamos buscar mais para fomentar o desempenho de Cotriguaçu”, essas e outras colocações foram feitas pelo empresário Paulinho, segundo colocado no pleito eleitoral, ouça mais colocações do mesmo, todavia, no final da gravação, Paulinho acabou parado o seu raciocino e nem completou o que pensava de positivo ou negativo sobre a atual administração.


Por outro lado, alguns moradores dizem que ninguém tem a obrigação ou dever de bater palma as ações realizadas por qualquer administração pública, pois ganha seus bons salários e custeios de despesas para realizar os trabalhos, portanto, bater palmas para ações de uma administração pública seria o mesmo que ir no caixa eletrônico sacar o seu dinheiro e no final bater palmas pelo caixa lhe dar o seu dinheiro, ou seja, administração pública tem a obrigação de fazer uma boa administração e ainda prestar contas e suportar as criticas e opiniões contrárias a algumas ações realizadas, ou administrador está exercendo um cargo para o qual nem está preparado para exercer.


Por: Maurilio Trindade Aun

Comments


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page