top of page
GUPET.jpg
Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg
MÍDIA DA CASTERLEITE ATUALIZADA_edited.jpg
95090b_c4ed513d5c6c4c7ab4c88326c9ab528b~mv2.png
MIDIA JORNAL A FOLHA DO VALE DISK PRÁTIC
Guia Digital da Cidade_edited.jpg
Mandala%20do%20L%C3%ADrio_edited.jpg

Integração Ativa, no Guia Digital da Cidade:

Neri Geller e Carlos Fávaro hoje apoiam o Lula em Mato Grosso para desespero de muitos bolsonaristas

Na realidade, o deputado federal, Neri Geller (PP) na época do Lula e da Dilma, ele foi ministro, portanto, nem é de hoje que tem uma certa afinidade com a sigla partidária, por outro lado, qualquer político que trabalha pelo trabalhador brasileiro, nem deveriam ter nada contra a sigla partidária que tem por lema e formação partidária, o trabalhador brasileiro, pois o PT significa Partido dos Trabalhadores, claro, natural ter posicionamentos contra algumas ideias e trabalhos e até contra alguns filiados, mas contra a sigla partidária como um todo, é simplesmente demonstração de pequenez mental e emocional, sem dizer da mediocridade intelectual, comenta alguns empresários e políticos.



Por outro lado, em qualquer sigla partidária tem bons políticos e maus políticos, mas aqueles que generalizam os ataques ao PT, ao partido dos trabalhadores é porque na realidade indiretamente odeiam pobres, odeiam trabalhadores, da mesma forma, qualquer um que generaliza ataques a qualquer sigla, ou a qualquer grupo está sempre agindo incoerentemente e imaturamente, demostrando simplesmente a pequenez emocional e mental, comenta moradores da região.



Enquanto as pessoas estiverem apoiando as ideias e pensamentos de Bolsonaro, o político e as pessoas poderão terem qualquer processo, quaisquer falhas de caráter, que nem serão atacados e massacrados pelo terrorismo que lhes são característicos nas redes sociais e atualmente partido para a vida real por muitos Bolsonaristas.


Mas basta as pessoas ou políticos mudarem de ideia, de posicionamentos, de partido, de alinhamentos políticos, que passam a serem massacrados e atacados pelo desespero doentio de boa parte do bolsonarismo que nem aceitam que as pessoas possam mudarem de opiniões, ideias, de manifestações e de alinhamentos políticos.


Na realidade, no Brasil todos sabem disso, mesmo que nem digam, boa parte do bolsonarismo fazem um terror nos meios digitais a todos que pensam diferente, que mudam de ideias, todos que estavam junto ao governo de Bolsonaro ao saírem passaram a serem os piores humanos para eles, mostrando o quanto são imaturos e de pequena formação intelectual e de caráter duvidoso, pois, a pessoa era a mesma, com os mesmos defeitos, mesmos processos, mas enquanto estão rezando as ideias da seita bolsonarista tudo lhes são perdoados, mas se saírem, tudo e muito mais serão usados para atacarem os infiéis a seita bolsonarista.


O deputado Neri Geller (PP) e o senador Carlos Fávaro (PSD) entre outros empresários do agronegócio, no caso dos parlamentares em questão, estão sendo alvos do terrorismo digital bolsonarista, do pânico bolsonarista, passaram a lhes atacarem, somente demonstração do desespero e do desequilíbrio de muitos Bolsonaristas que nem aceitam o livre árbitro dos outros, em opinião, manifestação, ideia política, como pode se observar, o bolsonarismo em muitos parece ser patológico, alguns ate já passaram a saírem do terrorismo digital para o terrorismo no dia a dia, em ataques em festas, a juízes, a políticos, a empresários, portanto, muitos destes se comportam como seita de doutrinação e de terroristas fascistas que nem aceitam e toleram nada diferente da cabeça dos mesmos.


Esse mesmo fanatismo de alguns Bolsonaristas que ao começarem a verem postagens de matérias de jornalistas e comunicadores com viés a políticos ligado ao partido trabalhista (PT), mesmo sem lerem começam a buscarem algumas justificativas para negarem a propagação das notícias, os jornalistas e comunicadores passam a serem perseguidos e censurados em alguns grupos sociais, pois muitos deles se negam a ver, olhar e lerem algo diferente da ideia deles, pelo contrário, muitos deles partem automaticamente para atacarem, criminalizarem, menosprezarem, denegrirem, criarem mentiras e distribuírem fake news, atacando políticos, empresários, jornalistas, comunicadores, enfim, demonstrando o fascismo da intolerância de muitos bolsonaristas em manifestarem em redes socais, e alguns até na vida real.


Por: Maurilio Trindade Aun













Comments


P.09 DA ED_edited.jpg
bottom of page