• Elizangela Trindade/ Jornal A Folha do Vale

Brasil para na Segunda-feira

Nesta segunda-feira foi decretado ponto facultativo na maioria dos órgãos públicos, tendo visto os jogos da Seleção Brasileira contra Seleção Mexicana. Diante isto quem aguarda atendimento em demandas envolvendo órgãos públicos terá de aguardar até terça.

Por outro lado existe ainda, na redes sociais, um boato de uma 'possível' ameaça de paralização dos caminhoneiros, a nível federal, a partir desta segunda (02/07) tendo visto que as solicitações exigidas pelos caminhoneiros foram 'proteladas' pelo governo Federal.


Isto ainda sem contar que mais de 170 empresas que foram multadas por terem 'trancado' as estradas durante a paralização, numa busca de 'desenfrear' o aumento abusivo do 'combustíveis', tendo visto a discrepância do valor que o brasileiro e o 'estrangeiro' pagam num litro de alcool, díesel, gasolina e etanol! Sem falar ainda do aumento do 'custo' do gás de cozinha e os diversos 'aumentos de custo' que isto gera à população brasileira.


Vale destaca as empresas que tiveram participação nos 'Bloqueios' que mobilizaram todo país, foram multadas na ordem de R$ 100 mil, por 'hora de bloqueio'. Foi imposto ainda multa no valor de R$ 10 mil a motoristas que realizassem bloqueios.


Links: http://agenciabrasil.ebc.com.br/justica/noticia/2018-06/moraes-marca-reuniao-com-empresas-multadas-em-greve-de-caminhoneiros


Gasolina da Petrobrás exportada para Bolívia sai pela metade do preço pago por brasileiros

O que o Governo Temer prometeu aos Caminhoneiros:

1) Desconto de R$ .046 centavos no preço do díesel (valor corresponde à soma do PIS/COFINS e da CIDE)


2) Isenção da cobrança do eixo suspenso (quando o caminhão estão descarregado) nos pedágios de todo o pais)


3) Estabilidade do óleo diesel, inicialmente válido por 60 dias. Depois do período, os reajustes serão mensais e não mais diários (com variações que seguiam o preço internacional do petróleo)


4) Os caminhoneiros manifestantes também exigiram a criação de uma tabela mínima para os preços dos fretes. Esses valores foram estabelecidos por medida provisória, mas gerou controvérsis e a decisão ficou para agosto.


5) 30% dos fretes realizados para atender a CONAB (Companhia Nacional de Abastecimento, serão feitos por caminhoneios, sem a necessidade de licitações prévias. A Regra já entrou em vigos via Medida Provisória.


Obviamente espera-se que tal paralização seja mero boato (como se confirma), tendo visto que se esta ocorrer afetará todos o País, no escoamento de produções e suprimento de atendimentos 'básicos' à população brasileira.


Agenda Digital de Juara

Projetar e Construir

Logo Site Projetar e Construir.jpg
LOGO FINANÇAS E CONTABILIDADE.jpg
LOGO SAÚDE EM FOCO.jpg
Logo_AgroNegócio_&_Veterinária_Miniatura
Logo Moda & Tecnologia Miniatura.png
Logo Educação Política miniatura.jpg

Empresas em Destaque

1/6

1/2

1/1

1/4